Imagens mostram PM deflagrando tiros que resultaram na morte de padeiro em Cruz das Almas

Em áudio divulgado nas redes sociais, o PM aparece pedindo ajuda para arcar com as despesas do processo.

As imagens de câmeras de videomonitoramento da loja, situada na Avenida Gustavo Paiva, em Cruz das Almas, mostram o cabo da Polícia Militar disparando cinco tiros, ainda de dentro do estabelecimento. Repare que só depois de atirar, o militar passa pelo portão e segue até a via.

“O alvo dele eram os assaltantes que estava do outro lado da via. Ele nem percebeu que tinha atingido a vítima e alega legitima defesa”, disse a delegada Tacyane Ribeiro. A delegada confirmou que vai mandar a cópia do inquérito para a Corregedoria da Polícia Militar, para abertura de processo administrativo.

Em outro trecho do vídeo é possível ver quando Marcos Firmino dos Santos, que trafega de moto, tomba, poucos metros depois de ser atingido.

Depois de ouvir funcionários do estabelecimento comercial e o réu confesso, a delegada colheu, nesta quarta-feira, 25, o depoimento da família de Marcos. Seus pais conversaram com a imprensa e reiteraram o pedido de justiça às autoridades.  “Eu quero justiça. Não deixe eu me acabar numa situação dessas. Que esse crime não fique impune”, disse Quitéria Santos, mãe de Marcos entre lágrimas.

A previsão é que a delega ouça também nesta tarde a pessoa que foi vítima do assalto que resultou no tiroteio e morte do padeiro.

Até o momento o militar não quis falar com a imprensa, nem se manifestou por meio de nota, no entanto, um áudio, que circula nas redes sociais, traz um pedido do militar para que amigos da corporação o ajudem com as custas do processo. Durante o áudio, enviado em um aplicativo de mensagens, o cabo da PM ressalta que está vivendo um momento difícil. “Todo mundo é passível de estar num momento ruim como estou agora, mas a partir do momento que você porta uma arma, estando em serviço ou de folga e puxa a mesma, você assume qualquer tipo de situação”, diz o áudio.

 

 

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *