Rio Largo: Empresa de ônibus tem até 30 de setembro para iniciar melhorias das linhas de ônibus

Relação de mudanças a serem implantadas para melhorar atendimento à população já foi entregue

Ascom Arsal

Reunião Arsal e Veleiro

A empresa de ônibus Veleiro Transportes e Turismo Ltda. tem até segunda-feira (30) para apresentar uma proposta de melhoria do serviço de transporte de passageiros prestado pelas linhas que atendem ao município de Rio Largo, na Região Metropolitana de Maceió.

Em reunião na noite dessa terça-feira (24), com o sócio-diretor da empresa, Gustavo Barbosa da Rocha, e o advogado David Barbosa da Rocha, o diretor-presidente da Agência Reguladora dos Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal), Ronaldo Medeiros, entregou ofício com as determinações para que a Veleiro atenda às mínimas condições de qualidade, pontualidade e conforto.

Entre as principais exigências está o aumento do número de viagens das linhas que atualmente servem à região de 14% no trecho Aeroporto-Ponta Verde; 30% na linha Cruzeiro do Sul-Ponta Verde; 40% na linha Cruzeiro do Sul-Centro; e 25% na linha Jarbas Oiticica-Centro.

Segundo os estudos técnicos realizados pela Arsal, o número de viagens deve aumentar de 30 para 35 na linha Aeroporto-Verde; de 32 para 45, na linha Cruzeiro do Sul-Ponta Verde; de 47 para 60, na linha Cruzeiro do Sul-Centro; e de 5 viagens para 8, na linha Jarbas Oiticica-Centro.

Levantamento do Setor de Fiscalização e da Ouvidoria apontou que a Veleiro lidera o ranking de reclamações por má prestação de serviços, com um índice de 27%. De julho a setembro foram 32 notificações pela falta de manutenção dos veículos e excesso de passageiros, entre outros itens. Somente essa semana, com a intensificação da fiscalização nos terminais de ônibus, foram 41 notificações.

Até o dia 4 de outubro, a Arsal irá apresentar ao Ministério Público Estadual uma planilha com todas as mudanças que deverão ser adotadas para solucionar os problemas identificados.

Além do aumento de viagens em todas as linhas, a partir desta quinta-feira (26) será iniciada a implantação do monitoramento eletrônico dos ônibus, para que a Agência passe a controlar também a velocidade, horários e trajeto percorrido. A Veleiro ainda terá que garantir a manutenção preventiva da frota. O não cumprimento das determinações poderá acarretar no cancelamento da permissão de explorar as referidas linhas.

Ronaldo Medeiros acrescentou que irá viabilizar a instalação de 70 a 100 abrigos em diversos pontos de ônibus para dar mais conforto aos usuários. Novas reuniões entre os gestores da Agência Reguladora e os empresários serão mantidas nas próximas semanas para o encaminhamento das determinações.

Fonte: Ascom / Arsal

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *