Corpo carbonizado após acidente deve ser identificado por arcada dentária ou DNA

Cortesia ao Al24H

O Instituto de Medicina Legal Estácio de Lima informou, na tarde desta sexta-feira, 18, que não é possível  determinar, por meio do exame de necropapiloscopia, a identidade do motorista, que morreu carbonizado após um acidente de trânsito nesta madrugada nas imediações da Avenida Menino Marcelo, bairro da Serraria.

De acordo com informações do IML, o próximo passo será tentar identificá-lo por meio da arcada dentária. Contudo, a família deverá apresentar a documentação ortodôntica da vítima para a realização do exame.

Caso a documentação não seja apresentada, a identificação será feita por meio do exame de DNA no Laboratório de Genética Forense do Instituto de Criminalística de Alagoas.

O motorista morreu nesta madrugada após uma colisão na saída do bairro Ouro Preto, próximo à Avenida Menino Marcelo, na Serraria.  Devido à violência do impacto, o carro incendiou. O motorista morreu carbonizado no carro. O acidente teria ocorrido por volta das 3h30 e o veículo seria o Peugeot de cor prata DWO 6527/AL.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *