Policial militar confessa assassinato de jovem no Pontal da Barra

Cortesia

Delegada Rosimeire Vieira

A delegada Rosimeire Vieira confirmou – durante coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira, 18 – que um soldado da Polícia Militar seria o responsável por assassinar Aparecida Rodrigues Pereira, de 18 anos, e deixar ferido o namorado dela, Agnísio dos Santos Souto, 24 anos, na última terça-feira, 15. 

Segundo informações repassadas pela delegada, o soldado não conhecia as vítimas e estava sob efeito de entorpecentes quando praticou o crime. “Seria um crime de oportunidade, pois ele não conhecia nenhuma das vítimas. Ele disse que era dependente químico e estava sob efeito de entorpecentes. passava pelo local quando viu o casal na porta de uma casa e resolver cometer executar a empreitada criminosa. Ele é um soldado da Polícia Militar”, disse a delegada.

Além do mandado de prisão, a Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão na residência do acusado. Lá, os agentes encontraram uma sandália pertencente à vítima.

Leia também: Vítima de atentado teria se fingido de morto para não ser assassinado

PC prende acusado de atirar contra casal após violentar jovem

Cortesia

O carro do policial militar foi apreendido

Rosimeire Vieira informou ainda que o policial militar foi reconhecido por Agnísio dos Santos como sendo o autor do crime. “Ele foi identificado ontem após denúncia ao 181. Verificamos as informações  e chegamos a  elucidação do crime. Verificamos que o suspeito tinha um carro semelhante ao utilizado no crime e submetemos a vítima sobrevivente ao reconhecimento. Agnísio não excitou em reconhecer esta pessoa quando viu a foto. Sem excitação, ele disse que foi o policial que levou o casal da porta de casa”, completou a delegada.

Sobre o estupro supostamente sofrido por Aparecida Rodrigues antes de morre, a delegada explicou que o caso foi relatado por Agnísio dos Santos, mas prefere esperar o laudo pericial para confirmar o abuso sexual.

Após a prisão, o policial foi encaminhado ao presídio militar, onde ficará à disposição da Justiça. O inquérito deverá ser concluído em breve.

Veja Mais

2 Comentários

  • Josuel says:

    É nesse tipo de policial militar que a povo tem que confiar? Estamos perdidos. Só Jesus na causa.

  • Lourdes says:

    Mais um.estrupador e assassino, protegido pelas autoridades, confessa o crime e tem o nome do.rosto.ocultado e ainda dizem que foi o.crime de.oportunidade, e que tava sob efeito de drogas, olha o tipo de.soldados que temos para nos proteger, ou melhor estrupar e matar nossas filhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações