Polícia confirma que soldado da PM é responsável por mais cinco estupros; Vídeo

Cortesia ao Alagoas24Horas

PM acusado de estupro presta depoimento à polícia

Após o soldado da Polícia Militar, Josevildo Valentim dos Santos Junior, de 41 anos, – preso pela morte e estupro da jovem de 18 anos, Aparecida Rodrigues Pereira, e pela tentativa de homicídio do namorado dela Agnísio dos Santos Souto, de 24 anos – prestar novo depoimento na delegacia de Marechal Deodoro, o  titular da unidade, delegado Leonam Pinheiro informou que ficou comprovado que o PM é responsável por mais cinco estupros.

Desde que foi preso, no dia 18 de outubro, pelo menos 11 mulheres também vítimas de estupro, procuraram a delegacia para registrar boletins de ocorrências e apontá-lo como o autor dos crimes. Ele confessou ter cometido apenas um dos crimes. “Em cinco destes casos já foi confirmado, através de depoimentos de vítimas e testemunhas e coleta de material genético, que é ele o autor”, afirmou o delegado em entrevista coletiva.

Pinheiro afirmou também que, diferente do primeiro depoimento que o acusado deu à polícia, desta vez, ele foi assistido por advogados e fez uso do direito constitucional ao silêncio e não respondeu a nenhum dos questionamentos.

O delegado relembrou também que além dos casos registrados na cidade da Região Metropolitana, outros crimes ocorridos em Maceió, Rio Largo e Coqueiro Seco – município natal do acusado – estão sendo investigados pela possibilidade de terem sido cometidos pelo mesmo autor.

Leia Também: Policial militar confessa assassinato de jovem no Pontal da Barra

Policial militar preso por assassinato confessa segundo estupro

“Nós conseguimos associar as informações passadas pelas vítimas identificar as mesmas características físicas do indivíduo e o mesmo modo de agir com os dois crimes que ele já havia confessado ter cometido. […] As vítimas também contaram que ele se utilizava da arma e do fato de ser policial civil para filmar as relações sexuais e usava como forma de ameaça caso as vítimas denunciassem os casos à polícia”, explicou o delegado.

Na tarde de hoje, uma das 11 vítimas que havia apontado o PM como autor do crime cometido contra ela esteve na delegacia e novamente o reconheceu. “Esta testemunha fez o reconhecimento pela fotografia e hoje confirmou que era ele. Ela disse também que havia achado ele familiar, à época do crime, quando veio à delegacia, mas que ele rapidamente virou o rosto, se esquivou e negou conhecê-la”. O PM já esteve lotado na cidade do Litoral Sul.

Expulsão 

O Comando Geral da Polícia Militar de Alagoas abriu processo administrativo para apurar as acusações, o que pode resultar na expulsão do soldado da corporação.

Crime

No dia 15 de outubro Agnísio dos Santos foi sequestrado na porta de sua residência no Conjunto Joaquim Leão, no bairro do Vergel do Lago, junto com a namorada Aparecida Pereira, por um homem armado em um veículo de cor preta.

O elemento teria obrigado Agnísio a entrar na mala do automóvel enquanto a moça era levada dentro do carro. A garota foi alvejada com três tiros após ser estuprada. O namorado foi socorrido ao HGE após ser agredido e ser alvejado por quatro disparos. Ele teria sobrevivido apenas por ter se fingido de morto.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *