Lava Jato: Renan Filho é intimado a esclarecer supostos repasses para campanha

João Urtiga / Alagoas 24 Horas

Renan Filho

O governador Renan Filho (MDB) foi intimidado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) nessa terça-feira (5) a prestar esclarecimentos sobre supostos repasses da J&F à sua campanha em 2014. A informação foi confirmada pelo Jornal Nacional, da Rede Globo.

O pedido de esclarecimento foi determinado pelo ministro Edson Fachin. Além de Renan Filho, o senador alagoano Renan Calheiros (MDB) foi alvo da operação da Polícia Federal (PF) que apura os supostos repasses de R$ 40 milhões a políticos de diversos partidos.

Leia também: STF autoriza depoimento de senadores e ação da PF em inquérito sobre repasses ao MDB

Além dos Renans, os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff também foram intimidados, bem como outros políticos do MDB.

Por meio de suas redes sociais, o senador Renan Calheiros acusou a empresa J&F de conluio e se colocou como o maior interessado nos esclarecimento dos fatos.

“Marcarei o depoimento. Sou o maior interessado no esclarecimento dos fatos. Isso é a obra-prima do conluio entre Sérgio Machado, JBS, a advogada Fernanda Tórtima e o ex-procurador Marcelo Miller. Os fatos ocorrem no momento em que a PGR renova o pedido de anulação da delação”, disse em sua conta oficial no Twitter.

A reportagem do Alagoas 24 Horas entrou em contato com a assessoria de comunicação do governador Renan Filho que informou que “todas as doações para a campanha eleitoral de Renan Filho em 2014 foram feitas conforme a lei e tiveram prestação de contas aprovada pela Justiça Eleitoral”.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *