‘Natal do Davi’: campanha arrecada produtos para bebê deixado em lixo

Ascom MESM

Depois de três meses internado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) e Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Convencional (UCINCo), o pequeno Davi, abandonado no dia 4 de setembro de 2019 após ter nascido prematuro de 28 semanas, já está liberado para alta hospitalar.
Desde sua chegada à Maternidade Escola Santa Mônica, a equipe, comprometida com seu tratamento e envolvida emocionalmente com todo o cenário de nascimento, deixou claro: “o quadro é gravíssimo e sua evolução depende de como o organismo vai responder aos tratamentos”. E assim aconteceu. Ele foi forte e venceu. Está de alta. E agora?
Essa foi a pergunta de todos que cuidaram, deram colo, amor e o nome a Davi. Conhecendo a realidade e as necessidades do ‘pequeno gigante’, decidiram lançar a Campanha “Natal do Davi”, com o objetivo de garantir suprimentos, roupas, material de higiene e ‘mimos’ que vai precisar após a alta.
“Nossa preocupação é garantir a fórmula láctea, roupas, fraldas e outros materiais. Na unidade neonatal ele não usa roupa, apenas fralda, lençóis e mantas da maternidade. Além disso, ele tem garantido pelo serviço o tipo adequado de alimento para a sua condição clínica e os medicamentos necessários. Nosso desejo é que esse processo de transição seja o mais harmonioso possível para o Davi, que venceu várias batalhas nesses três meses de vida. E acredito que todos que acompanharam sua história desejam o mesmo”, disse a neonatologista Jenice Coelho.
A equipe encaminhou relatório, na manhã desta sexta-feira (06) para a 28ª Vara Cível da Capital – Infância e Juventude, que determinará para onde Davi será encaminhado.
Hoje, ele pesa 3.410g e, apesar do quadro estável, a equipe médica salienta que após a alta ele necessitará de seguimento com equipe multiprofissional (fisioterapeuta, fonoaudiólogo e terapeuta ocupacional), neuropediatra para acompanhamento do desenvolvimento neuropsicomotor , além de pediatra geral e Pneumopediatra, devido ao quadro de broncodisplasia, consequências de sua exposição a condições inadequadas após o nascimento e ao uso de ventilação mecânica por mais de dois meses.
O CASO – O bebê chegou à maternidade por volta de 8h40 da quarta-feira, 4 de setembro, trazido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) Neonatal, intubado, hipotérmico e em estado de saúde considerado gravíssimo. A idade gestacional do bebê era de cerca de 28 semanas, pesando 1,150 kg, sendo considerado um prematuro extremo.
As pessoas que desejarem contribuir com o ‘Natal do Davi’, que agora nasce de fato para o mundo, podem deixar as doações no Serviço Social da Maternidade.
Sugestões de doação
Leite Aptamil AR
Fralda de tamanhos M, G e XG
Roupas – para bebê com mais de 3,5 quilos (peso atual de Davi)
Produto de higiene
Pomada de assadura
Bebê Conforto
Carrinho

Leia também: Bebê resgatado em saco de lixo apresenta melhora

Fonte: Ascom MESM

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *