De atletas do poker ao automobilismo, confira alguns esportistas que foram campeões do mundo em 2019

 

Carine06

Rafael Nadal venceu seu 12º título de
Roland Garros na temporada.

No âmbito esportivo, 2019 não foi um ano de muitas surpresas no esporte de alto nível, principalmente nas modalidades individuais. No automobilismo e no tênis, por exemplo, não houve grandes novidades e os principais nomes continuam no auge.

O poker, talvez, é o que teve a maior surpresa maior nesse sentido, com um jogador de 55 anos recém-campeão do mundo.

Marc Márquez (MotoGP)

Natural de Cervera, o espanhol Marc Márquez tem apenas 26 anos e já pode ser considerado uma lenda da MotoGP. Em outubro, ele venceu o Grand Prêmio da Tailândia e conquistou seu quarto título mundial consecutivo na MotoGP – o sexto na carreira.

O retrospecto de Márquez é tão surreal que ele perdeu somente um campeonato em toda a sua trajetória no MotoGP: 2013 (campeão), 2014 (campeão), 2015 (3º colocado), 2016 (campeão), 2017 (campeão), 2018 (campeão) e 2019 (campeão).

Box Repsol

“Marc Márquez é hexacampeão mundial da MotoGP

Na atual temporada, ele venceu 12 corridas e alcançou 18 pódios em 19 etapas — uma performance histórica. “Foi o melhor ano, talvez de toda a minha carreira esportiva, mas se trata de repetir o título anualmente e é cada vez mais difícil”, disse o piloto à imprensa após vencer o campeonato.

Na primeira semana de dezembro, Marquez foi coroado pela ótima temporada que realizou ao vencer o prêmio de “Plioto do Ano” (motociclismo) no Autosport Awards 2019 — considerado o Oscar do automobilismo mundial.

Desde que conseguiu a sua primeira vitória na categoria 125cc, em 2010, o espanhol sempre somou ao menos cinco pontos em cada temporada, feito que ninguém conseguiu repetir nos últimos 70 anos.

Hossein Ensan (poker)

No poker, o jogador é considerado campeão mundial quando ele vence o evento principal da World Series of Poker (WSOP). Disputado anualmente em Las Vegas desde a década de 1970, o WSOP é extremamente concorrido e, como não podia ser diferente, conta com os melhores do mundo na modalidade.

Em 2019, o grande campeão da 50ª edição do WSOP foi Hossein Ensan, iraniano naturalizado alemão de 55 anos. Com a conquista, ele embolsou US$ 10 Milhões e se tornou o jogador mais velho a vencer o evento principal do evento nos últimos 20 anos.

World poker tour

“A experiência é mais importante que os livros. O poker é habilidade, boa fase e estratégia. Então, esse é o ponto”, disse o campeão ao site PokerNews. Ensan nasceu Irã e foi morar na Alemanha aos 25 anos de cidade, para trabalhar como pintor. Anos mais tarde, ele descobriu que tinha condições de ir longe no poker e se especializou na modalidade Texas Hold ‘em.

Desde 2013, o alemão é um dos jogadores mais sólidos da Europa. Sendo assim, a vitória de Ensan no WSOP não foi uma gigantesca zebra. Por outro lado, é fato que ele não era um dos principais candidatos ao título.

Rafael Nadal (tênis)

Um dos maiores tenistas da história, o espanhol Rafael Nadal fez uma temporada fantástica e terminou 2019 como o melhor jogador do mundo — feito que ele havia conseguido em 2008, 2010, 2013 e 2017.

Na última temporada, ele conquistou quatro títulos em cinco finais. Desses quatro troféus de campeão, dois vieram de Grand Slams (Roland Garros, como já lhe é tradicional, e no US Open). O mais esperado, como dito, aconteceu em Paris: o espanhol mostrou mais uma vez porque é o Rei do Saibro e venceu seu 12º título de Roland Garros.

Já em Nova York, Nadal fez uma campanha brilhante para conquistar seu 4º título no US Open. Na decisão do Grand Slam norte-americano, o espanhol passou por apuros contra o russo Daniil Medvedev e por pouco não perdeu o título.

O espanhol vencia Medvedev por dois sets a zero, mas viu o russo reagir e levar a partida para o quinto e decisivo set. No fim das contas, prevaleceu a maior consistência de Nadal, que venceu a partida após uma batalha de 5h.

Para fechar a temporada com chave de ouro, o “Touro Miura” ajudou a seleção espanhola a vencer a Copa Davis (considerada a Copa do Mundo do tênis) pela 6ª vez na história. O número um do mundo venceu todas as partidas que disputou e foi dominante na campanha do título.

François GOGLINS

Rafael Nadal está perto de superar Roger Federer no número de Grand Slams

Em 2021, Nadal terá a chance de se tornar o maior vencedor de Grand Slams (Majors) da história. Isso porque o suíço Roger Federer, que soma 20 Grand Slams e lidera essa corrida, tem apenas um Major de vantagem para o espanhol.

Como Federer completará 39 anos em 2020 e Nadal é cinco anos mais jovem que o rival, as chances do espanhol alcançar o suíço nessa disputa de Majors são consideráveis.

Lewis Hamilton (Fórmula 1)

Maior piloto de Fórmula 1 da atual década e um dos grandes da história, Lewis Hamilton não para de acumular recordes em sua vitoriosa carreira. Hexacampeão mundial, ele teve o melhor ano de sua carreira em 2019.

“Foi um bom ano, o melhor da minha carreira. Eu acho que a temporada como um todo foi forte até a última corrida”, contou o britânico ao site Motorsport.com.

Em 2019, Hamilton venceu 12 corridas em 21 disputadas e venceu o prêmio Autosport Awards 2019 na categoria “Piloto Internacional do Ano”. Agora, o britânico está a um título mundial de se igualar ao alemão Michael Schumacher como o maior campeão de Fórmula 1 de todos os tempos.

Jen_ross83

Hamilton pode estar de saída da Mercedes em 2020

Para 2020, Hamilton ainda não se decidiu se permanecerá na Mercedes. Segundo rumores da imprensa internacional, ele pode ir para a Ferrari na próxima temporada. Em declarações à TV inglesa BBC, Toto Wolf, chefe da Mercedes, disse que Hamilton tem 75% chances de continuar na equipe em 2020.

Uma mudança de Hamilton para Ferrari depende, principalmente, da scuderia italiana apresentar um projeto sólido ao britânico para 2020, já que há pelo menos cinco anos Hamilton tem o melhor carro da Fórmula 1 em suas mãos.

Fonte: Assessoria

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *