Mulher ameaçada de morte pede ajuda ao Ronda no Bairro e é encaminhada a casa de acolhimento

Agentes do Programa Ronda no Bairro, do Governo do Estado, realizavam patrulhamento de rotina pelas ruas do Centro de Maceió, nesta quinta-feira (12), quando foram abordados por uma mulher de 24 anos acompanhada de cinco filhos pequenos, informando estar sob ameaça de morte e pedindo ajuda.

De acordo com a mulher, seu esposo – que era traficante – foi morto na manhã da quarta-feira (11) e ela estaria sendo acusada de informar o local onde os traficantes ficavam. Por causa disso, ela estaria sendo ameaçada de morte e se viu obrigada a fugir de casa na companhia dos filhos “antes que o pior acontecesse”.

Após a abordagem, os agentes intervieram e acionaram os órgãos competentes para cuidar do caso. Tanto a mulher como as crianças foram encaminhadas à Casa de Passagem Professor Manoel Coelho Neto, no Poço, e receberão auxílio destinado a pessoas em situação de risco.

AGRESSÃO À MULHER

Também nesta quinta-feira (12), uma mulher de 36 anos, moradora do Jacintinho, foi agredida pelo próprio vizinho depois de uma discussão. A guarnição tomou conhecimento do fato após ser abordada por um popular que havia presenciado a cena. Ao chegar ao local, apenas a mulher foi encontrada.

A vítima foi orientada pelos agentes de proximidade e conduzida à Delegacia da Mulher, no Centro de Maceió, para a realização dos procedimentos cabíveis.

Fonte: Ascom Ronda no Bairro

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *