PF cumpre mandados em Maceió contra suspeitos de compartilhar pornografia infantil

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta (22) a fase ostensiva da Operação Ponto a Ponto 3, para dar cumprimento a três mandados de busca e apreensão na cidade de Maceió, que investiga o armazenamento e o compartilhamento de arquivos contendo pornografia infanto-juvenil através da Internet.

As investigações tiveram início em julho de 2019 e contaram com a participação de policiais federais do Grupo de Repressão a Crimes Cibernéticos da Superintendência Regional da Polícia Federal em Alagoas.

Doze agentes da PF realizaram buscas e apreenderam equipamentos de informática como computadores, notebooks e mídias digitais que serão analisados pelo setor de perícias da Polícia Federal em Alagoas. O resultado da análise do material apreendido será juntado nos inquéritos policiais que apuram crimes previstos nos estatuto da criança e do adolescente e que tramitam na Superintendência Regional da Polícia Federal em Alagoas.

As pessoas investigadas poderão responder pelos crimes de armazenamento ou compartilhamento de fotografias, vídeos ou qualquer outro registro de imagem que contenha cenas de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente previstos nos artigos 241-A e 241-B, da Lei 8.069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente). As penas para esses crimes podem chegar a até 6 (seis) anos de prisão.

O nome da Operação é uma referência à tecnologia utilizada por programas de compartilhamento de mídias digitais, que estabelece uma interconexão direta entre seus usuários.

 

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *