Com demissão em massa, vereador critica serviços da Equatorial

Assessoria

Vereador Francisco Sales

O vereador Francisco Sales (PPL) pretende reunir a bancada federal alagoana para tratar, diretamente com o Governo Federal, sobre o remanejamento dos mais de 500 funcionários concursados da antiga Companhia Energética de Alagoas (Ceal), que foram demitidos pela empresa Equatorial após a privatização da distribuidora.

Nesta segunda-feira (03), o grupo de ex-funcionários realizou um protesto para expor a situação da demissão em massa, que estão ocorrendo desde que a empresa assumiu a administração, alegando fazer uma restruturação da distribuidora.

“Desde 2019 que temos informações de que demissões ocorriam na Equatorial, mas nem mesmo os próprios funcionários tinham o conhecimento de quantas seriam. Hoje chegam a mais de 500 pessoas que estão sem seus empregos e passando por necessidade”, afirmou Francisco Sales.

Segundo o vereador, é fundamental um posicionamento do Governo Federal diante da questão, já que a privatização foi feita a “toque de caixa” e muitos funcionários concursados foram obrigados a assinar o Plano de Demissão Voluntária (PDV).

“Todos os dias ocorrem demissões na desculpa de fazer mudanças na distribuidora, mas o essencial mesmo, que é o serviço prestado à população, tem sido de péssima qualidade, com apagões, quedas constantes de energia, além das altas contas de luz que os alagoanos estão sendo obrigados a pagar todo mês”, criticou o vereador, acrescentando que a bancada fará a interlocução levando o assunto até Brasília.

A mesma situação de demissão em massa é vivida por funcionários da antiga Companhia de Energia do Piauí (Cepisa), que também foi adquirida pelo grupo Equatorial. Somente nos primeiros meses de operação no estado piauiense foram mais de 700 demissões.

Fonte: Assessoria

Veja Mais

10 Comentários

  • marcio silva says:

    caros alagoanos, não existe mais a tão criticada ceal pelo péssimo serviço prestado à população.

  • Zau says:

    Lá na minha residência continua a falta de energia constante desde o tempo da Eletrobras. A Equatorial trocou todos os postes, fios e ainda está construindo uma nova subestação na região. Espero que com isso o fornecimento melhore. A conta de luz não aumentou em nada (acho que aumentou para quem tinha “gato” – coisa que em Alagoas é comum).

  • Gutenberg Belo eSilva says:

    Senhores,
    Sou apenas um humilde leitor. Aí deparar com a notícia em pauta, me permiti um comentário, sem pretensão alguma, apenas para análise.
    PDV (Pedido de Demissão Voluntária) se já se torna doloroso pedir, imagine se imposto.
    Como um chefe de família na casa dos seus 35, 40 ou 45 anos sobreviverá ou manterá sua família após o pedido.
    Se houve concurso anteriormente, o cidadão preparou-se para tal com sonhos infinitos. E, de repente, fica na rua sem independência, sim, porque a estabilidade financeira é a sua independência. Que possa todo concursado de uma estatal, ser alocado em outro órgão do governo, quando está for extinta. Nunca “ofertar” o PDV…
    Essa alternativa está destruindo famílias. Pensem nisso!!!

    • Revoltado says:

      Verdade companheiro, a Equatorial fazia o seguinte ou vc pede o PDV agora ou vai pra rua depois sem direito a nada. Essa empresa não vale nada, em todos os estados que ela toma de conta, é campeã em reclamações. Fora Equatorial!!!

  • João Pereira says:

    Fica aqui a minha indignação contra a Equatorial. Essa que “ganhou” a CEAL. Sim, ela recebeu um presente ao pagar míseros 50 mil reais. Isso mesmo! Pasmem! Ela só passou Cinquenta Mil Reais pela única empresa de distribuição de energia do estado de Alagoas. Seu papel social foi jogado na lata do lixo junto com seus funcionários que entraram através de concurso público. A sociedade mais carente e humilde já está sentindo a precariedade. Falta de respeito, demora no atendimento, regiões remotas do nosso querido interior estão desassistidas. DEVOLVAM O NOSSO PATRIMÔNIO! A CEAL É NOSSA!

  • roberto quantico says:

    SÃO ANTIGOS FUNCIONARIOS DA CEAL QUE VIVERAM ATÉ AGORA COMO SANGUE SUGAS DO DINHEIRO DO GOVERNO. UEREM O EMPREGO TRABALHAR UE É BOM NADA.

  • Marcos says:

    Por onde a Equatorial passa é essas demissões emassar, o lema dela é OBSTINAÇÃO PELO LUCRO. Por onde passa é acabando com tudo.

  • Jm says:

    O que digo é o seguinte: todos defendem q as empresas públicas tem que serem privatizadas isso é fato, porém quando privatiza todos ficam assim a reclamar por isso tem q ter cuidado com o que ze deseja o próximo é os correios será se vai ser bom? Será se camos ficar satisfeitos?

  • Trabalhador says:

    BO vulgo balança ovo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *