Três tipos de fraude em cartão de crédito que podem acontecer em sua loja

Atenção durante a venda é fundamental para quem possui um comércio

Atualmente,  uma das principais formas de pagamento adotadas por consumidores é o cartão de crédito. Com a chegada do cartão sem anuidade, a facilidade e a segurança são vantagens levadas em conta por clientes na hora de pagar suas compras. Portanto, para o varejista é imprescindível contar com estratégias para controlar essas vendas e impedir que possa acontecer alguma fraude, dado o grande volume de nicho de cartões.

Como a quantidade de vendas realizadas em cartão cresce a cada dia, aumenta também o interesse em fraudar esse processo e tirar vantagem em alguma situação.

Cabe ao varejista o monitoramento constante e a adoção de processos para evitar que a fraude em cartão de crédito aconteça e prejudique suas vendas.

Abaixo, mostramos quais são as três maneiras mais comuns que fraudadores têm utilizado para burlar sistemas e prejudicar a vida do lojista ou comerciante.

1 – Trocar as máquinas

Esse tipo de fraude em cartão de crédito, infelizmente, é o mais comum. Em geral, essa fraude é caracterizada pela troca do POS da loja por um semelhante, porém com informações de conta de uma outra pessoa. Ou seja, a sua loja deixa de receber as vendas e todas transações vão para a conta do fraudador.

Quando esse tipo de fraude acontece sem a participação de alguém da empresa, o fraudador aproveita de um momento de distração do responsável pela execução do pagamento e troca o equipamento.

Também há casos em que a fraude acontece por meio de alguém que possui um papel no negócio e possui acesso direto aos equipamentos.

2 – Cancelamento da venda

Esse método é mais recorrente em estabelecimentos que comercializam produtos com alto valor agregado. Em parceria com algum funcionário mal-intencionado, o fraudador realiza a compra do equipamento no caixa e gera a nota para pegar o produto, porém imediatamente após o pagamento ele efetua o cancelamento da venda, gerando assim um falso comprovante de pagamento.

Como muitas empresas não têm o costume de conferir os cancelamentos diários, muitas vezes esse tipo de fraude em cartão de crédito só é descoberto no final do mês.

Para evitar a fraude é importante que o estabelecimento sempre realize a conferência de vendas do dia para checar eventuais erros.

3 – Troca de dinheiro por cartão

Alguns varejistas realizam um tipo de transação que envolve a troca de dinheiro pelo mesmo valor em cartão passado na máquina. De uma forma bem direta, podemos entender que nesse caso o varejista atua como uma instituição bancária.

O complicador é que para o fisco isso é visto como uma fraude, pois o varejista não efetuou nenhuma venda e mesmo assim realizou a transação. Para complicar ainda mais, o risco de a empresa sair no prejuízo é grande, visto que será cobrado taxas e impostos sobre aquela venda, que não aconteceu.

Fonte: Assessoria

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *