Assassinato de irmãos em Mata Grande foi motivado por morte de vaca

O animal das vítimas teria invadido a propriedade vizinha e morto pelos suspeitos de terem cometido o crime

Reprodução / Ítalo Tomóteo

Animal foi morto a tiros

As investigações sobre o atentado que matou os irmãos Gilberto Batalha da Silva, conhecido como “Beto”, 40, e Manoel Messias Batalha da Silva, 49, e deixou ferido Marcos Batalha da Silva, de 37, apontaram que o crime teria sido motivado por causa de uma vaca. O animal, que pertencia às vítimas teria invadido a propriedade dos suspeitos, que a mataram. O crime aconteceu nesta quinta-feira (13),  no povoado Santana Cruz do Deserto,  no município de Mata Grande.

De acordo com o que foi apurado pela equipe do delegado Thales Silva Araújo, titular da Delegacia Distrital de Polícia (28º-DP), os responsáveis pelos crimes seriam um fazendeiro de 52 anos e seus três filhos, de 30, 31 e 35 anos. Eles não podem ter as identidades divulgadas por causa da Lei de Abuso de Autoridade.

Leia Também: Atentado à bala deixa dois mortos e um ferido; imagens fortes

Ainda segundo o que foi descoberto pela polícia, as duas famílias têm propriedades vizinhas e já haviam tido outros desentendimentos antes. Da última vez, os ânimos se acirraram após o gado da família Benevito ter estourado a cerca e entrado nas terras dos supostos autores. Ele não gostaram e advertiram os donos do bicho para tomarem providências, mas o caso voltou a acontecer e provocou a violência.

No dia do crime, o fazendeiro teria visto a vaca comendo por cima dos arames farpados as folhas de alguns pés de mandioca da roça dele e este começou a tanger o bicho do local, atirando-lhe pedras e pedaços de pau.

Um dos irmãos viu a ação, retornou para casa e avisou aos outros o que estava acontecendo. Quatro irmãos se juntaram e foram até o local, para tirar satisfações, mas ao chegarem na localidade apenas encontraram a vaca morta.

Revoltados, os quatro irmãos se armaram com facas e dirigiram-se até a residência vizinha, mas foram surpreendidos pelo fazendeiro e dois filhos armados com espingardas e revólveres. Um tiroteio começou e três dos irmãos foram atingidos. O quarto conseguiu fugir sem ser ferido.

Reprodução

Vítimas foram executadas a tiros

Gilberto Batalha e Manoel Messias morreram na hora, com vários tiros e facadas, já Marcos foi socorrido ferido à bala e com uma faca cravada nas costas. Ele foi levado para a unidade mista de saúde da cidade, de onde foi transferido para o Hospital Clodolfo Rodrigues de Melo, em Santana do Ipanema, onde permanece internado. De acordo com o último boletim médico divulgado, o paciente inspira cuidados e está sob observação médica.

No fim da tarde desta quinta-feira (13), um mandado de busca e apreensão, expedido pela Comarca local, foi cumprido nas residências dos suspeitos, que, na ocasião, não foram localizados pelas equipes policiais. Nos imóveis foram apreendidas munições de calibres 12, 38 e 9 mm, documentos e um HD contendo imagens de circuitos de segurança.

A localidade permanecerá com o policiamento reforçado para evitar qualquer tipo de retaliação ou vingança.

Morreram Gilberto Batalha da Silva e Manoel Messias Batalha da Silva / Foto: Reprodução Redes Sociais

Veja Mais

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *