Menino de 4 anos morre após moto colidir com cavalo no interior de Alagoas

O tio e a prima da criança, de 19 anos, ficaram feridos

Reprodução

Na madrugada deste domingo, 16, um menino de 4 anos de idade morreu em um acidente de trânsito na zona rural do município de Igreja Nova, no interior de Alagoas. O tio e a prima da criança, de 19 anos, ficaram feridos no sinistro.

De acordo com informações da assessoria do Corpo de Bombeiros, que foi acionado para realizar o socorro das vítimas, a motocicleta, na qual estavam as três vítimas, colidiu com um cavalo, nas proximidades do povoado Ipiranga.

Ao chegar ao local, os militares encontraram pai e filha machucados, mas orientados e conscientes, e a criança, identificada apenas como Eduardo, já em óbito. Os feridos foram conduzidos pela guarnição até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Penedo.

Policiais do 11º BPM estiveram no local e acionaram Institutos de Criminalística (IC), de Medicina Legal (IML) e Polícia Civil para periciar e recolher o corpo e iniciar procedimento que determinará a dinâmica do acidente.

Não há informações se o animal ficou ferido e nem novidades a respeito do estado de saúde dos sobreviventes.

Veja Mais

2 Comentários

  • Observador says:

    Êita meio de transporte para morrer gente, é essa tal de moto (por ironia, o nome é quase morte)! Só essa semana, foram 4 ou 5 mortes envolvendo esse meio de transporte em Alagoas! Se fizerem um levantamento, são em torno de 2 mortes por dia só em Alagoas! Considerando todo o Brasil, são em torno de 50 a 60 mortes por dia, o que dar um total de aproximadamente 20000 mortes por ano! Gente, é muita morte! Isso, sem falar nos que ficam amputados e/ou paraplégicos!

  • Chega says:

    Observador, seus argumentos não contemplam que as motocicletas e ciclomotores são conduzidos por pessoas que, na maioria dos casos, desrespeitam as leis. Nesse caso da matéria havia 3 ocupantes no veículo, sendo que, além disso, a criança não poderia ser transportada pela sua idade. Quantos condutores e passageiros deixam de usar o capacete, quantos retiram os espelhos retrovisores, quantos rodam com pneus totalmente carecas, quantos passam raspando os carros nos corredores, quantos andam sobre as calçadas e na contramão ??? Isso nunca vai acabar enquanto o povo não se conscientizar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *