Ex-atriz mirim fala da rotina para arrasar na Sapucaí

Thais Müller em ‘O Cravo e a Rosa’ e agora, vinte anos depois, como musa de Carnaval — Foto: Vinícius Mochizuki/Divulgação

Rainha do gelo! É assim que Thais Müller sairá pela primeira vez como destaque de chão à frente do carro abre-alas da Beija-Flor, na segunda-feira de Carnaval, 24/2. Esse desfile terá gostinho especial para ela. Depois de seis anos longe da Sapucaí, a artista virá ao lado do irmão, Thiago Müller – que mora em Los Angeles – e do pai, o ator Anderson Müller.

“Minha relação com o Carnaval vem de gerações. Sou apaixonada! Assisto aos desfiles e também desfilo desde muito nova. Está no meu sangue”, conta a atriz, que promete cruzar a Avenida estonteante.
“Minha fantasia está maravilhosa. Quem fez foi o Fábio Santos, o mesmo que cria as roupas da Raíssa (rainha de bateria da escola), da Isabella Santoni e Jojo Todynho. É um gênio! O que posso adiantar é que é um maiô bem cavado, branco e cheio de predarias, lindo demais! Estou ansiosa. Vamos brigar pelo título de campeã.”

Apesar da proximidade com a escola de Nilópolis, ela avisa que não tem pretensão de ser rainha de bateria:

“É um cargo que exige um trabalho sério, que não tem nada de brincadeira. Raíssa é minha inspiração”, avisa ela, que há pouco tempo começou a curtir os blocos de rua do Rio de Janeiro.

Há um mês, Thais descobriu o pole dance. O esporte, além de deixá-la mais feminina e segura, ajudou a tornear seus músculos e no preparo físico para aguentar a maratona carnavalesca sem descer do salto:

“É um esporte que por vezes é visto como dança sexual e até pejorativo, mas não. Trabalha muito os músculos. Estou bem tonificada. Descobri músculos que nem sabia que tinha. Aumentou minha autoestima. É minha nova paixão.”

“Também chegou em um momento muito bom dessa minha transição de menina para mulher. Me trouxe força e sensualidade. Assumi esse lugar de autoconfiança. Dói tudo, é difícil à beça. Têm assaduras, roxos e arranhões pelo corpo, mas depois que consegue fazer a sensação é de orgulho.”

Toda essa beleza de Thais não é só resultado de alimentação saudável e atividade física. A vida pessoal da artista vai de vento em popa. Da relação com o namorado, o ator Bruno Suzano, ela só tem elogios:

“Quando o coração está feliz, tudo flui melhor. Estamos aprendendo juntos. Somos bem parceiros. O mais bonito é que nos admiramos e acho isso importante em um relacionamento. A gente se conhece há um tempo e se reencontrou no ano passado. Hoje, se relacionar está cada vez mais difícil. É muito bonito se permitir viver um amor como o nosso. Estou muito feliz e apaixonada.”

Thais cresceu às vistas do público. Ela estreou na TV aos 7 anos, na novela O Cravo e a Rosa: era a brava Fátima, irmã de Catarina (Adriana Esteves), que quebrava o que via pela frente quando contrariada. O fato de ainda ser reconhecida por muitos como a atriz mirim que brilhou na trama de Walcyr Carrasco não a incomoda, ela garante.

“Vejo com carinho. A novela ainda é muito presente ma cabeça do público, recebo mensagens até hoje. É bonito de ver. Agora sou uma mulher de 27 anos, moro sozinha, conquistei minhas coisas com meu trabalho, mas não me incomoda quando falam das minhas atuações do passado porque elas fazem parte da minha história.”

Vinte anos depois e com vários trabalhos no currículo, Thais foi além das artes cênicas e se formou em Moda. Mais madura, se sente realizada com suas escolhas e isso inclui hábitos saudáveis e os benefícios que eles trouxeram para sua vida:

“Aprendi a comer comida de verdade e a colocar meu corpo em movimento. Mais do que uma dieta para perder peso, o mais importante foi que mudei minha vida para melhor. Entendi que isso vai ter que fazer parte da minha rotina para sempre. Também estou ligada em meditação. Temos que cuidar bem do nosso corpo.”

Fonte: GShow

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *