Personal trainer é preso por envio de imagens de estupro de crianças

Suspeito admitiu sentir desejo sexual por menores de três a cinco anos

Um personal trainer alagoano foi preso suspeito de pedofilia infantil na noite dessa quinta-feira (20), no bairro da Serraria, na parte alta de Maceió. Segundo a Polícia, o criminoso – que não pode ser identificado devido a lei do Abuso de Autoridade – estaria disseminando através das redes sociais vídeos contendo imagens de estupros cometidos contra crianças de três a cinco anos.

A Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) informou que o suspeito, de 30 anos, foi preso após investigação baseada no depoimento de uma mulher. Segundo ela, o suspeito entrou em um chat na internet e percebeu que a interlocutora tinha uma filha de oito anos. Imediatamente, ele começou a falar sobre seu desejo sexual por crianças e enviou as imagens de crianças sendo abusadas por adultos.

A mulher – que estava no estado da Bahia – procurou a polícia local, que passou a denúncia à Deic. Os agentes alagoanos conseguiram localizar o suspeito e o prendeu.

Durante depoimento na sede da Deic, o suspeito alegou passar por problemas psiquiátricos e confirmou ser o dono do telefone onde estavam as imagens. O indivíduo também admitiu ser o responsável pelo envio do conteúdo, entretanto, negou ter sido o autor dos estupros contra as crianças.

O suspeito, que é Instrutor de academia, responderá pelo crime de envio de material de sexo explícito envolvendo crianças ou adolescentes cuja pena prevista é de três a seis anos de reclusão. Também incorre nas mesmas penas aquele que armazena tais imagens em seu celular ou computador.

Veja Mais

1 comentário

  • Moradora says:

    Os senhores sabiam que na Orla Lagunar no bairro do Vergel do Lago tem meninas de 12 à 14 anos de idade fazendo programa e vendendo drogas da facção PCC,elas moram no conjunto Virgens dos Pobres e nos barracos da beira da Lagoa Mundaú e cobram em media R$ 20,00 por um programa com homens velhos que param seus carros e cometem vários atos libidinosos com essas pobres meninas,e os policias passam nas viaturas ver os carros suspeitos e não fazem nada para coibir essa pratica vergonhosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *