Idoso morre em colisão frontal na AL-115

Vítima era passageira de um ciclomotor; Motorista do segundo veículo fugiu do local sem prestar socorro à vítima

Ascom / BPRv

Acidente na AL-115

O garupa de uma motocicleta morreu na tarde desta sexta-feira, 21, após o veículo no qual ele estava colidir frontalmente com um carro em um trecho da rodovia AL-115, em Arapiraca, no Agreste alagoano. O motorista do segundo veículo fugiu do local sem prestar socorro à vítima.

O condutor da shyneray 50 cilindradas, sem placa, ao passar nas proximidades do povoado Lagoa do Rancho colidiu com outro veículo, não identificado, ocasionando a morte do passageiro, que seria seu irmão. Eles seguiam para um velório no Povoado Lagoa do Felix, em Igaci.

De acordo com ele, o segundo veículo invadiu a mão na qual ele estava e ao tentar desviar acabou sendo colhido pelo carro de forma brusca. O passageiro, identificado como Paulo Vicente da Silva, 71 anos, entrou em óbito ainda no local do acidente.

Ambos estavam sem capacete. O condutor não possui CNH, tampouco o veiculo é registrado.

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e conduziu o condutor identificado como Ailton Barbosa da Silva, para o Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca. Não há detalhes de seu estado de saúde.

Uma equipe do Batalhão de Polícia Rodoviário (BPRv) esteve no local e procedeu os trâmites necessários em relação ao sinistro e acionamento dos Institutos de Criminalística (IC) e de Medicina Legal (IML).

Ascom / BPRv

Acidente na AL-115

Veja Mais

1 comentário

  • Observador says:

    Mais um! Infelizmente, todos os dias, morrem de 2 a 3 pessoas envolvendo moto (por ironia, o nome é quase morte)! Se fizerem um levantamento, constatar se á que morrem por dia em todo o Brasil, em torno de 50 a 60 mortes por dia com motos! Ou seja, no ano, são em torno de 20000 mortes envolvendo motos em todo o Brasil! Se for se somar a quantidade de mortes envolvendo motos, carros de passeio, transporte de passageiros e transporte de carga, chega se a um total de quase 100000 mortes terrestres por ano no Brasil! Gente, não há guerra na Face da Terra que mate tantas pessoas quanto os acidentes com veículos terrestres no Brasil! Isso, sem se contar os que ficam com sequelas (amputados, paraplégicos)! É como se um Município com 100000 habitantes fosse extinto a cada ano!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *