Embriaguez ao volante: delegado é solto após pagamento de fiança

Cortesia

Capotamento ocorreu na Rua Durval Guimarães, na Pajuçara

O delegado que foi preso na noite desta terça-feira, 26, por embriaguez ao volante, depois de se envolver em um acidente na Rua Durval Guimarães, no bairro da Pajuçara, foi solto mediante pagamento de fiança. O servidor público, que não teve a identidade divulgada conforme prevê a Lei de Abuso de Autoridade, estava na companhia de um Policial Militar quando perdeu o controle da direção e capotou, em um trecho movimento da rua.

O acidente foi registrado por várias pessoas que estavam na rua. O delegado alegou que teve seu veículo tocado por outro carro, que não foi identificado.

O delegado está entre os sete presos pelas equipe da Operação Lei Seca, durante o Carnaval. Para o coordenador da Lei Seca em Alagoas, tenente Emanoel Costa, o período foi considerado preocupante. Foram 45 situações de alcoolemia registradas e o flagrante de cerca de 40 pessoas dirigindo sem habilitação. 

O coordenador mencionou ainda que em alguns municípios a exemplo de Boca da Mata e Murici, houve registro de muitas condutores dirigindo sob efeito de álcool que, inclusive, se recusaram a fazer o teste de alcoolemia. O tenente adverte aos cidadão que o fato de se recusarem a fazer o teste não significa que estarão livres de prisão, autuação e retenção do veículo.

A Operação Lei Seca vai continuar durante todo o dia de hoje.

Cortesia

Capotamento ocorreu na Rua Durval Guimarães, na Pajuçara

Veja Mais

8 Comentários

  • Cidadão says:

    Não há dúvida que é preciso fiscalizar e punir quem comete infração de trânsito ou penal, cada situação pela autoridade respectivamente competente, porém o que se tem visto muito são reportagens de cunho crítico apenas em relação ao delegado ou ao juiz que arbitra fiança e libera. Ora, nesse caso a crítica tem que ser feita aos deputados e senadores, pois são eles quem são os legisladores, por conseguinte, tem o poder de mudar a Constituição Federal e as leis penais e processuais penais.

  • Revoltado says:

    Se fosse um agente de polícia já estava com a cara estampada nos jornais, nas co o se trata de um delegado vamos acobertar esse vagabundos

  • Carlos says:

    Um absurdo!

  • Chega says:

    Que vergonha para um delegado. Provou do remédio ao cometer um crime. Esperamos que seja capaz de aprender algo e que não torne a agir dessa forma. Um servidor da segurança pública deve que ser melhor que isso.

  • CURIOSO says:

    QUAL FOI O VALOR DA FIANÇA ARBITRADA?

  • Maria says:

    A pergunta que não cala o cara tá tão acima da lei que nem o nome é divulgado ?? Agora vamos ao contrário se fosse alguém que não tivesse influência alguma será que essa mesma lei seria aplicada dessa forma ??? Por favor é demais tentar substimar a inteligência das pessoas , eu queria ver se fosse alguém que não tivesse bêbado mas tivesse sem camisa e com uma tatuagem no braço , e com um carro popular com certeza não iam nem deixar falar ….hipocrisia uma hora dessas é demais.

  • Sururu says:

    À facção PCC matou mais dois ontem e jogou os corpos das vitimas amarrados com pedras dentro da Lagoa Mundaú para não boiarem,os traficantes dos Virgens dos Pobres 01 foi quem executaram as vitimas,todos os dias agora tem mortes no bairro do Vergel.

  • Chega says:

    Maria, para proteger os cidadãos, debaixo do cabresto de RENAN CALHEIROS os senadores e deputados federais mudaram a lei e os nomes e imagens não podem mais ser mostrados. Nfelizmente bandido continua protegendo bandido enquanto houver Renans sendo eleitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *