Polícia busca identificação de grupo responsável por linchamento na Pajuçara

Reprodução

Suspeito foi morto a pedradas por populares

O Serviço de inteligência do 1º Batalhão de Polícia Militar está atuando junto com a Delegacia de Homicídios (DHPP) para tentar identificar as pessoas envolvidas no linchamento registrado no bairro da Pajuçara, pouco depois do assassinato de um ambulante, que ocorreu na praia, no mesmo bairro.

Segundo informações do Instituto de Medicina Legal (IML), a vítima do linchamento foi identificada como Antony Carlos Silva do Nascimento, de 19 anos, que ficou completamente desfigurado durante bárbaro caso de justiçamento, numa área nobre da capital alagoana.

Além dos vídeos do momento do linchamento que circulam nas redes sociais, o serviço de inteligência também conta com imagens de câmeras de videomonitoramento existentes na região, que captaram o crime. A equipe está fazendo a análise das imagens e cruzando com informações de um banco de dados para tentar reconhecer os autores da barbárie.

Ambulante é assassinado a praia da Pajuçara e criminoso é linchado (fotos: João Urtiga/Alagoas24horas)

Assassinato na praia

Sobre a morte de Antônio José dos Santos Filho, 23 anos, o “Tonhão”, a Polícia afirma que uma das linhas de investigação é acerto de contas. Isso porque a perícia constatou que a vítima estava com uma quantidade de drogas. Além disso, ambos já foram presos pelo crime de tráfico. Agora a polícia quer saber se os dois tinham envolvimento com grupos criminosos ou se a vítima tinha alguma dívida.

Vale ressaltar que a investigação do caso ainda está no início e que todos os fatos serão minuciosamente analisados pela DHPP. Quem tiver informações que possam ajuda na elucidação do crime, pode ligar anonimamente para o número: 181.

Ambulante é assassinado a praia da Pajuçara e criminoso é linchado (fotos: João Urtiga/Alagoas24horas)

 

 

 

 

Veja Mais

3 Comentários

  • Jose robson says:

    Na minha opnião mesmo sabendo nao valer nada opniar sobre este caso a policia deveria deixar pra La ja que eram bandidos traficantes ladrão os dois.

  • Chega says:

    Eu insisto: o que há de nobre nessa área? Bairros sem ordenamento urbano, sem coleta de esgoto, com trânsito mal planejado, com ruas e calçadas precárias… enfim, esse conceito precisa ser revisto.

  • Edvan says:

    Independente do crime que o mesmo praticou, a justiça existe para julgar e condenar se for o caso, não, que um grupo, por conta propria, julgue e condene a morte, um acusado de praticar um delito. Caso alguém seja identicado, que responda nas barras da LEI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *