Mercado da beleza cresce no país e consultora de vendas dá dicas para desenvolvimento do negócio

Workshop de Alta Performance para área da beleza será realizado

Divulgação

A crise que foi instalada em alguns setores não chegou ao mercado da beleza no país. Dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), mostram que o segmento teve uma taxa de crescimento anual composta de 8,2% na última década, movimentando cerca de R$ 100 bilhões por ano. Nos últimos cinco anos, o mercado de estética cresceu 567% no Brasil, passando de 72 mil para mais de 480 mil profissionais.

Com o crescimento do segmento, o consumidor se torna mais exigente e não busca apenas o profissional especializado, mas deseja alguém que ofereça algum diferencial para ele. Para a consultora em vendas, Amanda Maria, apesar do cenário ser positivo em Alagoas, existe um problema dentro das empresas de beleza e estética: há muita técnica e pouco desenvolvimento do negócio.

Segundo Amanda é necessário que a empresária não busque apenas a qualificação técnica dos profissionais, mas também a do desenvolvimento do negócio para alavancá-lo.

“Apesar das dificuldades que algumas áreas enfrentam, o mercado da beleza permanece firme, mas não se pode cair no comodismo. É fundamental que a clínica de estética ou salão de beleza ousem, e busquem alternativas diferenciadas para conquistar e fidelizar novos clientes”, afirmou Amanda.

A consultora explicou que as donas de salão de beleza ou de clínicas de estética acreditam, muitas vezes, que precisam apenas do conhecimento técnico e esquecem da administração da empresa. “O negócio não vai dando certo e elas acham que precisam da técnica, mas esquecem do desenvolvimento da empresa. Elas esquecem de compreender o negócio por dentro, não trabalham a liderança, e nem outros fatores que não são só colocar a mão na massa”.

Amanda disse que uma das grandes dificuldades deste segmento é colocar em prática a parte da administração. “Eu vejo em muitos lugares isso: elas sabem tudo da parte técnica, fazem muitos cursos, mas não sabem sobre liderança, sobre delegar funções”.

Para Amanda, não saber da parte administrativa prejudica o negócio. “Muitas pessoas não sabem lidar com a equipe, não identificam quando aquele cliente pode ser um cliente que vai sempre voltar naquele local, não entendem sobre fidelização. Aí elas perdem clientes e colocam a culpa no funcionário”, reforçou.

De acordo com a consultora, para que o cenário seja modificado, o primeiro passo é a conscientização. “Entender que apenas a técnica e os cursos profissionalizantes não bastam já é um começo. Elas são importantes, mas é fundamental gerir o seu negócio com olhar diferenciado. Trazer novidades para o cliente, investindo em cursos de liderança para a equipe, e em cursos de vendas para os funcionários, além de motivar a equipe que vai trazer um bom resultado”, finalizou.

Workshop

A consultora vai realizar no dia 25 de março um workshop de Alta Performance para área da beleza. No workshop, o participante vai aprender sobre atração de novos clientes, fidelização de clientes, valor e preços, relacionamento interpessoal e de equipe.

Para mais informações: (82) 98752-2079.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *