Major Olímpio e João Doria discutem durante evento e são apartados por seguranças

O governador de São Paulo disse que o senador Major Olímpio tenta "fazer proselitismo político eleitoral" na hora errada.

O senador Major Olímpio (PSL) e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), trocaram insultos na manhã desta segunda-feira (16) durante um evento na sede do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (DOPE), na Barra Funda, Zona Oeste de São Paulo.

A confusão começou quando o senador Major Olímpio tentou interceptar o governador na chegada ao evento, sentando no carro oficial do governo e gritando palavras de ordem, ao lado do deputado federal Coronel Tadeu (PSL). Doria tinha uma agenda oficial agendada com os policiais do DOPE.

Na versão do senador Major Olímpio, o governador convocou os policiais para ficarem desde as 7h da manhã para fazerem imagens com ele e, incomodados pela espera, os policiais teriam acionado o parlamentar, que foi para frente do DOPE acompanhado pelo deputado federal Coronel Tadeu (PSL).

Pelos vídeos gravados por participantes do evento, o governador deixou o carro e decidiu entrar a pé no evento depois que o carro foi interceptado, sendo perseguido pelo senador.

“Fujão, fujão. Você não tem respeito”, gritou o senador contra João Doria.

Já dentro do DOPE, é possível ver o governador e o senador sendo apartados por seguranças, enquanto Doria chama o parlamentar de “vagabundo, vagabundo”.

Fonte: G1

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *