MPF pede anulação de processo seletivo de mestrado em Filosofia da Universidade Federal de Alagoas

Ufal atenderá a recomendação, promovendo a retificação do edital e realizando novas provas

O Ministério Público Federal (MPF) em Alagoas expediu recomendação à Universidade Federal de Alagoas (Ufal) solicitando a anulação do Processo Seletivo de Mestrado em Filosofia regido pelo Edital nº 03/2019. Instituição informou que atenderá ao que foi recomendado, cancelando a etapa referente à prova escrita de conhecimentos filosóficos – bem como o resultado final – e realizando novas provas.

Expedida pela procuradora da República Roberta Bonfim, a recomendação é parte do Procedimento Preparatório n.º 1.11.000.000182/2020-310, que noticiava possível irregularidade no Processo Seletivo de Mestrado em Filosofia da Ufal. A denúncia citava falha na etapa da prova escrita de conhecimentos filosóficos, relacionada à identificação dos candidatos – o que ficou confirmado em reunião realizada com os representantes da comissão de seleção, que apresentaram as mencionadas. avaliações.

Medidas – O MPF/AL recomendou a anulação da seleção e, posteriormente, a retificação do edital com a devida publicação, o qual deverá ser amplamente divulgado com os seguintes pontos: cronograma completo das datas de realização das provas e demais etapas do concurso, a partir da prova escrita de conhecimentos filosóficos até o seu resultado final; proibição do registro nas provas escritas do nome, RG, CPF ou qualquer outra informação de caráter pessoal que permita eventual identificação de candidatos pelos examinadores; possibilidade de acesso ao espelho da prova escrita antes do prazo para a interposição de recursos.

Fonte: Ascom / MPF-AL

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *