Palmeiras tem prazo definido para pagar dívida por Matías Viña e evitar ação do Nacional, do Uruguai, na Fifa

Divulgação / SE Palmeiras

Mesmo sendo um dos clubes com a melhor saúde financeira do Brasil, o Palmeiras também passa por um momento delicado durante a pandemia do covid-19 e estuda maneiras de quitar as dívidas que vêm pela frente. O FOXSports.com.br apurou na última quinta-feira (21 de maio) com fontes ligadas ao clube paulista na parte esportiva e jurídica, além de conversar com Alejandro Balbi, vice-presidente do Nacional, do Uruguai, a respeito de uma dívida do clube paulista pela compra do lateral-esquerdo Matías Viña.

De acordo com o posicionamento do clube uruguaio, o Palmeiras tem o prazo de dez dias, iniciado na última quinta-feira, para quitar um débito de 30% do valor total que ainda resta a ser pago. Caso os paulistas não quitem a dívida, o Nacional irá à Fifa, nos mesmos moldes realizados pelo Atlético Nacional, da Colômbia, por conta da dívida atrasada pelo Palmeiras referente à compra de Miguel Ángel Borja, realizada em 2017.

O FOXSports.com.br apurou com fontes ligadas ao Palmeiras que o valor gira em torno de 550 mil euros, algo em torno de R$ 3,3 milhões. No entendimento do clube paulista, os uruguaios, assim como boa parte dos demais times do mundo, necessitam de capital no momento por conta da paralisação do calendário. Porém, mesmo com a urgência cobrada pelo Nacional, o Palmeiras não demonstra preocupação, uma vez que tem boa relação com a diretoria do clube uruguaio. Mesmo durante a pandemia, ainda no mês de março, o Verdão quitou uma parte adiantada da parcela, restando apenas o débito cobrado pelos uruguaios.

Com a paralisação do calendário do futebol mundial, o Palmeiras segue aguardando o pagamento que tambem precisa receber. O FOXSports.com.br apurou ainda que o clube paulista ainda não recebeu o valor oferecido pelo Barcelona na compra do volante Matheus Fernandes, cerca de R$ 33,2 milhões, e ainda concedeu ao Dínamo de Kiev, da Ucrânia, um prazo maior para o pagamento das parcelas referente à venda do meio-campista Tchê Tchê, ainda em 2018. Por conta dessa alteração no fluxo de recebimento, o Palmeiras aguarda movimentações financeiras para quitar de vez a dívida que tem por Viña.

Se o Nacional for à FIFA, o Palmeiras corre o risco de perder pontos?

O FOXSports.com.br entrou em contato na última quinta-feira com André Sica, advogado do Palmeiras, que explicou quais seriam os procedimentos que o clube paulista tomaria caso recebesse de fato um processo do Nacional, do Uruguai, na Fifa. Nas palavras do advogado, para que o Palmeiras chegue ao processo inevitável da perda de pontos como punição, seria necessário ser derrotado em todas as instâncias do processo e ainda assim perder um prazo de 90 dias para o pagamento da dívida. Na visão do Palmeiras, uma possibilidade de perda de pontos no futuro por conta de uma dívida pelo lateral-esquerdo Matías Viña é tida como ‘sem possibilidade de existir’.

Fonte: FOX Sports

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *