Sávio diz por que badalado trio de ataque do Flamengo em 95 não correspondeu: “Eu também tinha uma expectativa muito grande”

Reprodução / Instagram

Em 1995, o Flamengo comemorou o seu centenário e investiu pesado para montar um elenco competitivo visando a conquista de títulos. Romário e Edmundo, dois dos principais atacantes da época, foram contratados a peso de ouro e se juntaram a Sávio, uma das grandes revelações da base rubro-negra. Entretanto, o trio de ataque não correspondeu ao esperado e o clube carioca também não teve a melhor das suas temporadas.

Nesta segunda-feira (1 de junho), Sávio foi o convidado especial do Expediente Futebol e falou sobre os mais diversos assuntos. Entre eles, comentou sobre o badalado trio de ataque do qual fez parte e apontou os motivos pelos quais o mesmo não correspondeu à todas as expectativas, principalmente às da torcida.

“Foi uma fase de uma expectativa muito grande no Flamengo. O Flamengo vivia em 1995 a grande expectativa do centenário. Já tinha o Romário, que chegou do Barcelona, depois chegou o Edmundo. Então, além da expectativa pelo centenário, criou-se uma expectativa pelo trio. Foi muito difícil. O Flamengo não tinha uma estrutura de gestão, uma estrutura física. O clube tinha muitos problemas”, começou por dizer.

“Não tínhamos um time competitivo, não tivemos tempo de treinar, de nos preparar. Também faltou um comando técnico forte. A gente pode criar um time com grandes individualidades, mas se não tiver questões básicas do futebol, como um bom grupo de trabalho, fica difícil. E foi uma pena, porque a expectativa era realmente grande”, completou.

Fonte: FOX Sports

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *