Defesa de Bolsonaro pede que TSE não inclua inquérito das fake news em ação

CNN

Jair Bolsonaro

Os advogados de defesa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) enviaram manifestação ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), nesta sexta-feira (5), para que inquérito o das fake news que tramita no Supremo Tribunal Federal não seja incluído no processo que corre na corte eleitoral.

Na semana passada, o ministro Og Fernandes notificou o presidente Jair Bolsonaro sobre o pedido do PT para que os dados colhidos pelo inquérito em curso no STF também sejam usados nas ações que pedem a cassação do seu mandato.

“Não há relação entre os fatos do inquérito e as investigações na Corte Eleitoral, não havendo justificativa para o compartilhamento de provas”, argumenta a defesa.

Segundo os advogados o presidente, o pedido do PT representa mais um “inconformismo pela derrota no pleito eleitoral de 2018, o que demonstram os reiterados enxertos de conteu´do notadamente irrelevante e desconexo com o que e´ aqui discutido”.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, marcou para a próxima terça-feira (9) a retomada do julgamento de duas ações sobre supostos ataques cibernéticos em rede social para beneficiar a campanha da chapa presidencial de Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão, em 2018.

A análise começou em novembro, com o voto do ministro relator do caso e corregedor-geral da Justiça Eleitoral, Og Fernandes, pela rejeição das duas ações. Em seguida, o ministro Edson Fachin pediu vista (mais tempo para análise), o que levou à suspensão do julgamento.

No TSE, ainda tramitam oito ações que pedem a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão, e parte delas apura se empresários patrocinaram o disparo em massa de mensagens para beneficiar a candidatura do atual presidente em 2018.

Fonte: CNN Brasil

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *