PM usa bombas e centenas fogem durante ‘baile da pandemia’

De acordo com uma moradora da região, grupo se reúne com frequência aos finais de semana com som alto e bebidas alcoólicas, mesmo em meio à pandemia de Covid-19.

Imagens mostram grande número de pessoas se dispersando com chegada da PM — Foto: Reprodução

A Polícia Militar precisou recorrer ao uso da força para dispersar centenas de pessoas que participavam de uma festa a céu aberto em São Vicente, no litoral de São Paulo. As imagens, obtidas pelo G1 nesta terça-feira (23), mostram uma multidão correndo para fugir da ação policial. Segundo moradores, o evento, que ocorre durante os fins de semana, ficou conhecido como ‘Baile da Pandemia’.

Um vídeo registrado por moradores do bairro, próximo a Ilha Porchat, na madrugada da última segunda-feira (22), mostra as centenas de pessoas aglomeradas fugindo da Polícia Militar durante a abordagem. Conforme apurado pelo G1, o encontro ocorreu por volta de meia noite e, depois, voltou a ocorrer por volta das 2h. Testemunhas afirmam que não há distanciamento social durante a festa.

De acordo com uma moradora do bairro, que preferiu não se identificar, o grupo se reúne com som alto e muita bebida. A situação revolta a população que vive na região devido ao barulho e a aglomeração durante a pandemia. “Nunca vi tão cheio como neste final de semana. A PM foi acionada e agiu em dois horários, primeiro meia noite e duas horas depois, porque provavelmente eles voltaram”, diz.

A Polícia Militar informou ao G1 que realmente ocorreram ações multidisciplinares neste fim de semana por conta da aglomeração de pessoas na área. Foi necessário o uso de munição química, já que eles não obedeceram a ordem legal das Instituições envolvidas, bem como do Poder Público Municipal.

Segundo a Polícia Militar, constantemente são realizadas operações em conjunto com as Secretárias do Município de São Vicente a fim de coibir essas aglomerações, seja na subida do Ilha Porchat ou em outros locais.

Atualmente, São Vicente registra mais de 1800 casos positivos e mais de 140 óbitos pela Covid-19. Em nota, a prefeitura informa que a Guarda Civil Municipal (GCM) atua na fiscalização de espaços públicos, orientando as pessoas a deixarem esses locais quando necessário. Em caso de resistência, as encaminha ao Distrito Policial para registro de ocorrência.

Segundo a municipalidade, no caso das ações para coibir os bailes em locais impróprios, a Polícia Militar costuma agir após solicitação de munícipes. Em casos de reincidência, a ação fica por conta da força tarefa, com representantes da Polícia Militar e da Prefeitura (Secretaria de Trânsito e Transportes e Guarda Civil Municipal).

 

Fonte: G1

Veja Mais

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *