Companheiro de Maradona na Copa do Mundo de 90 revela medo por zagueiro brasileiro: “Assassino”

A partida entre Brasil e Argentina nas oitavas de final da Copa do Mundo de 1990 é uma das grandes polêmicas da história da rivalidade. Muitas pessoas falam que Branco tomou uma água batizada pela comissão argentina.

Convidado do Resenha ESPN desta sexta-feira (10 de julho), o ex-zagueiro Oscar Ruggeri daquele time revelou outra polêmica da partida, envolvendo o zagueiro Mozer. Se referindo ao brasileiro como “assassino”, ele disse que os Hermanos celebraram a ausência do defensor na escalação inicial.

“Esse assassino chamado Mozer, ele nos dava medo! Ele usava umas travas grandes e nesse dia deixaram ele de fora. Quando disseram que Mozer não jogava, queríamos abraçar o técnico do Brasil (Sebastião Lazaroni). Esse cara era uma besta”, disse.

Dentro de campo, a Seleção Brasileira acabou sendo derrotada por 1 a 0, graças ao gol marcado por Canniggia na segunda etapa. O time argentino avançou até a final daquele mundial, quando perdeu para a Alemanha por 1 a 0. O gol da decisão foi marcado por Rudi Voller, de pênalti.

Fonte: FOX Sports

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *