Menina de 12 anos denuncia mãe e padrasto por tortura em Maceió

Uma denúncia de tortura contra uma criança de 12 anos foi registrada na noite desta quarta-feira (12) na Central de Flagrantes, no bairro do Farol. O caso está sendo acompanhado pelo Conselho Tutelar da 2ª Região Administrativa.

A vítima alega sofrer agressões sistemáticas, como surras com fios, chutes e queimaduras infligidas pela mãe biológica da menina e seu padrasto. A família reside no bairro da Ponta Grossa e, na noite de ontem, após nova agressão, a menina teria fugido para a casa do pai.

Segundo a menor, ontem a mãe teria aquecido uma colher no fogo e queimado a mão da menina. A criança foi encaminhada ao Instituto Médico Legal para ser submetida a exame de corpo de delito. O caso deve ser acompanhado pela Delegacia de Crimes contra a Criança e o Adolescente.

Ao ser questionada sobre as acusações da filha, a mãe afirmou que menina tem comportamento difícil e costuma fazer pequenos furtos em casa e no local de trabalho dela. A menor, no entanto, alega não fazer mais isso e voltou a acusar mãe e padrasto de agressões.

O caso será investigado pela polícia judiciária.

Veja Mais

1 comentário

  • A Policia realizou a prisão e a Justiça precisa condenar os acusados que torturaram a própria filha de 12 anos, a mãe queimando a mão da criança com uma colher quente e o padrasto espancando com surras, chutes, e golpeando a menina com cabo de vassoura, deixando hematomas no corpo todo. Os autores do crime de Tortura que constrangeram a menor com emprego de violência, ameaças, provocaram um intenso sofrimento físico e mental, como forma de aplicar castigo pessoal, a pena de reclusão para esse tipo de crime é de dois a oito anos de prisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *