Justiça condena CSA a indenizar ex-volante com problemas cardíacos em R$ 600 mil

Ascom CSA

O Tribunal Regional do Trabalho em Alagoas (TRT/AL) condenou o CSA a indenizar em R$ 600 mil o ex-jogador Henrique Choco. A ação foi movida pelo jogador após estar impedido de jogar futebol após ter sido diagnosticado com arritmia cardíaca.

Choco atuou pelo CSA em 2016 durante o Campeonato Alagoano e o Campeonato Brasileiro da Série D. Na temporada, ele entrou em campo por 18 jogos e marcou um gol.

No mesmo ano, Choco descobriu a doença e a sua renovação de contrato – já assinada – não havia sido registrada. A defesa do jogador recorreu à Justiça, que – em primeira instância – deu ganho de causa ao clube.

Em segunda instância, a Justiça deu a Henrique Choco o ganho de causa. O advogado do jogador, Filipe Rino, disse que o julgamento foi extremamente técnico.

“Conseguimos dar validade à primeira perícia efetuada. Ficou comprovado que o clube concorreu com culpa em virtude dos procedimentos efetuados, sendo condenado a pagar indenização pela não contratação do seguro obrigatório, estabilidade e dano moral”, afirmou.

Em entrevista à Folha de São Paulo, Choco informou que continua com problemas cardíacos. “Do coração, não tive evolução ainda. Eu tinha uma nova cirurgia marcada, mas por conta da pandemia, foi cancelada. Estou aguardando e medicado diariamente”, afirmou o jogador.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *