Artesã Vânia de Oliveira é declarada Mestra Imortal do Brasil

Reconhecida por seu trabalho, Vânia de Oliveira pertence, agora, a Galeria dos Imortais da Cultura Brasileira. Foto: Jonathan Lins

Com o colorido do chapéu de guerreiro, há 38 anos a Mestra Artesã e Patrimônio Vivo de Alagoas, Vânia de Oliveira, marca a história artesanal local referenciando o folguedo e fortalecendo a profissão. Em mais um reconhecimento, ela acaba de receber um importante título: agora é Mestre Imortal do Brasil. O mérito foi dado pela primeira vez no país pela Organização Internacional de Folclore e Artes Populares (IOV World) – filiada à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) – pelo trabalho desempenhado por Vânia ao longo dos anos.

“Recebi a notícia com muita surpresa. Fiquei orgulhosa e honrada em ter sido escolhida na primeira vez que foi decidido realizar essa homenagem no país. Agora, me sinto ainda com mais responsabilidade em lutar sempre pelo maior reconhecimento do artesanato alagoano e divulgar a nossa cultura”, expõe a agora Mestra Imortal.

O título passou a ser entregue no Brasil, para artesãos, apenas em 2020, mas já acontece em outros segmentos desde o século XX – como os da Academia Brasileira de Letras, por exemplo. Isso significa que, agora, a alagoana Vânia de Oliveira passa a pertencer a Galeria dos Imortais da Cultura Brasileira.

“A Mestra é reconhecida pelo público e tem uma história de dedicação pela arte. Por isso ela foi escolhida para receber este título, um projeto oficial da IOV. Assim, criamos um futuro para preservar o passado”, pontua Clerton Vieira, presidente da IOV Brasil. Junto à alagoana, Mestre Almeida, do Ceará, também foi homenageado.

O trabalho dos artesãos em Alagoas é difundido e promovido pelo programa Alagoas Feita à Mão, do Governo de Alagoas, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur). O objetivo é criar ações que contribuam para a geração de renda e qualidade de vida dos artistas locais. As principais atividades são focadas nas participações de feiras e eventos nacionais, divulgação do catálogo comercial do artesanato alagoano e mapeamento e identificação das oficinas dos artesãos.

Fonte: Sedetur

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *