Mulher internada com fratura ‘some’ de hospital e aparece morta

Valéria Muniz de Carvalho, de 52 anos — Foto: Reprodução/TV Globo

A morte de uma mulher passou a ser investigada pela polícia do Rio de Janeiro após a paciente, que estava internada um hospital com fratura no calcanhar, sumir.

Valéria Muniz de Carvalho, de 52 anos, estava internada no Hospital Salgado Filho, no Méier, Zona Norte, desde a semana passada, para fazer uma cirurgia, após fraturar o calcanhar.

Quando a família foi ao hospital, nesta semana, Valéria não estava mais lá. Eles começaram uma busca e descobriram o corpo já no Instituto Médico-Legal (IML), após ter sido encontrado no Cachambi, a cerca de 2,5 km de distância do hospital.

O hospital Salgado Filho afirma que a paciente saiu do local sozinha e sem autorização de alta.

Família estranhou falta de notícias

Na sexta-feira (18), a família recebeu uma mensagem por WhatsApp dizendo que Valéria iria passar por alguns exames. No fim de semana, eles estranharam a falta de notícias.

Valéria Muniz de Carvalho, de 52 anos — Foto: Reprodução/TV GloboValéria Muniz de Carvalho, de 52 anos — Foto: Reprodução/TV Globo

Na segunda-feira (21), o namorado de Valéria foi ao hospital e recebeu a informação de que a paciente tinha deixado a unidade “por conta própria”.

A família estranhou porque Valéria estava com uma fratura no pé e teria dificuldade de deixar o local sem ajuda.

“Como é que uma pessoa com pé quebrado vai sair do hospital?”, disse o namorado de Valéria, Milton de Souza.

Segundo Milton, Valéria foi encontrada na Rua Miguel Angelo, no Cachambi. “É uma coisa inviável. A família está querendo uma explicação sobre o que aconteceu realmente”, emendou.

O que diz o hospital

Em nota, a direção do Hospital Salgado Filho disse que a paciente saiu do hospital sem autorização de alta.

O texto também diz que não houve alta a pedido, quando o paciente assina um termo de responsabilização por interromper o atendimento médico. Por esse motivo, não há nenhum documento assinado pela paciente, segundo a unidade.

A Polícia Civil informou que diligências estão sendo realizadas e que aguarda o resultado do laudo pericial.

Fonte: G1

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *