Defesa de Witzel volta a pedir suspensão de processo de impeachment ao STF

CNN Brasil

Wilson Witzel

A defesa do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), voltou a pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspensão do processo de impeachment do político na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Os advogados de Witzel recorreram contra uma decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes. Em 28 de agosto, Moraes autorizou a continuidade do procedimento que apura, no Legislativo do Rio, se o governador cometeu crime de responsabilidade.

A defesa argumenta que a composição da comissão especial é irregular porque não reflete a correlação de forças dentro da Alerj. E diz, inclusive, que o colegiado montado na assembleia já aprovou parecer sobre o impeachment.

“Considerando que esse parecer já foi aprovado por Comissão Especial cujos membros não representam fielmente a correlação de forças políticas no Poder Legislativo do Rio de Janeiro e que tampouco foram sufragados no Plenário da Assembleia Legislativa, é urgente que a decisão agravada seja prontamente reconsiderada, com a sustação do processo de impeachment”, dizem os advogados.

A defesa pede ainda que o tema seja levado à apreciação da Primeira Turma da Corte.

Ação no STF

O novo pedido foi apresentado em uma ação que já tramita no Supremo, na qual o governador questiona as bases legais do procedimento de impeachment da Alerj.

Fonte: G1

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *