CRB vai a Florianópolis em busca de nova vitória

Figueirense quer voltar a vencer após quatro tropeços consecutivos e CRB quer emendar mais uma vitória

Elano e dez jogadores estão de volta, recuperados de Covid-19, para tentarem tirar o Figueirense da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro da Série B. O duelo desta quarta-feira, às 16h30, será contra o CRB no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela 17ª rodada.

“A volta dos jogadores (que estavam com Covid-19) é importante para fortalecer o grupo, e a briga fica maior entre a gente para ver quem vai jogar, disputar a titularidade. Isso vai fortalecendo cada um para melhorar a cada dia”, disse o volante Patrick, o primeiro jogador do clube a pegar o novo coronavírus.

O Figueirense quer voltar a vencer após quatro tropeços consecutivos, sendo o último diante do Brasil-RS (0 a 0). O clube catarinense está na zona de rebaixamento, com 15 pontos. O CRB, por sua vez, meteu 4 a 1 no Operário e chegou aos 23 pontos.

DE VOLTA!
Além do técnico Elano, dez jogadores se recuperaram da Covid-19 e estão aptos para o jogo. São eles: os goleiros Rodolfo Castro e Vitor Caetano, o zagueiro Alemão, os volantes Paulo Ricardo, Matheus Neris e Heryck, os meias Marquinho, Dudu e Everton Galdino, e o atacante Diego Gonçalves.

Ainda assim, Elano terá desfalques. O volante Arouca, o meia Davi Kuhn, o zagueiro Jhonatan e o atacante Gabriel Barbosa seguem em isolamento por causa da Covid-19. Já Elacio Córdoba está com um edema na panturrilha e Elyeser está suspenso.

TUDO EM CIMA!
Sem problemas de suspensão, lesão ou Covid-19, Marcelo Cabo deverá repetir o time da última rodada. O atacante Luidy segue se recuperando de uma distensão muscular na coxa e não joga. Ele, porém, já havia ficado fora da última partida.

O lateral Hugo, os volantes Thiaguinho e Claudinei, o meia Diego Torres e o atacante Safira estão pendurados com dois cartões amarelos.

“Momentos ruins podem acontecer, a Série B é muito longa. Mas estamos nos recuperando e não vamos deixar o pessoal do G-4 se desgarrar. Nós temos essa característica de atacar pelos lados, o professor pede sempre pra buscar o cruzamento ou dar o passe para o meio. É muito bom quando dá certo”, disse Hugo.

Fonte: AFI

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *