Suspeito de colocar fogo em mulher grávida diz à polícia que jogou líquido durante ato sexual

Vítima teve 90% do corpo queimado e está internada em estado gravíssimo

Mulher está internada no Hospital Regional de Sorocaba — Foto: TV TEM/Arquivo

O homem de 27 anos que foi preso suspeito de colocar fogo na companheira grávida de quatro meses, em Porto Feliz (SP), afirmou à polícia que jogou líquido inflamável no tórax da vítima durante o ato sexual. A mulher de 32 anos foi levada ao hospital com 90% do corpo queimado e está internada em estado gravíssimo na UTI do Conjunto Hospitalar de Sorocaba.

Segundo o boletim de ocorrência, o caso ocorreu na casa da vítima, na noite do dia 9 de outubro, por volta das 23h. O homem relatou que comprou velas aromáticas em um sex shop para usar com a vítima.

Durante o momento íntimo, segundo o rapaz, ele jogou o líquido inflamável que estava na garrafa porque pensou que era água. O líquido espirrou nas velas, o que teria causado o incêndio.

Ainda segundo o registro policial, ele afirmou que a companheira tinha o costume de guardar essência para fazer perfume em uma garrafa de água, mas ele não teria sido avisado.

Quando o fogo começou a se espalhar pelo corpo, o rapaz alegou que tentou apagar com uma cortina. Depois, saiu na rua para pedir ajuda aos vizinhos porque estava sem celular para chamar o resgate.

A vítima foi levada para a Santa Casa, onde afirmou aos médicos que o marido havia jogado álcool e colocado fogo em seu corpo. Ela também teria dito que era ameaçada pelo suspeito.

A irmã da vítima também informou à polícia que achava que o casal estava separado e que, no hospital, o homem tentou entrar para ver a companheira, mas foi impedido pelo segurança após ela relatar as ameaças.

Investigação
O caso está sendo investigado pela Delegacia de Porto Feliz. O delegado Andre Bonan afirmou que desconfiou da história apresentada pelo suspeito. Com isso, o homem foi preso temporariamente e encaminhado para a cadeia de São Roque (SP).

A Polícia Civil também ouviu a equipe do Corpo de Bombeiros que atendeu a ocorrência e confirmou a gravidade dos ferimentos.

Fonte: G1

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *