Sindicato diz ver indícios de execução na morte de PC; tiros na nuca

Entidade diz que acompanha investigação.

Sindpol

Sepultamento do policial civil Jorge Junior

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) afirmou, nesta terça (19), haver indícios de execução na morte do policial civil Jorge Vicente Ferreira Junior, o Jorginho, de 36 anos. O agente, que era lotado da Direção Geral da Polícia Civil de Alagoas, morreu no último domingo (17) em Riacho Doce. RELEMBRE AQUI.

A entidade, que prestou uma homenagem ao agente morto durante o enterro, disse que o policial foi atingido com oito tiros, sendo quatro deles nas costas e dois na cabeça, um deles na nuca. “O Sindpol quer esclarecimento dessa barbaridade, que o policial civil foi acometido”, disse o presidente do sindicato.

A Delegacia-Geral designou uma comissão para investigar o caso. A comissão é formada pelos delegados Talita Aquino, Rosimeire Vieira, Bruno Emílio e a delegada-geral-adjunta, Katia Emanuelly. A comissão tem 30 dias para concluir as investigações. Não há informação de procedimento instaurado na Polícia Militar.

Veja Mais

Deixe um comentário