“Uma eternidade passar quase dois meses internada”, diz paciente após receber alta no Metropolitano

Rosiclea recebeu o carinho da família – Sesau

Acometida pela Covid-19, a paciente Rosiclea Muniz, de 44 anos, recebeu alta médica do Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA) nessa terça-feira (7). Após passar 51 dias internada, ela se recuperou da doença e pode, finalmente, voltar ao convívio familiar.

Durante o tratamento, a paciente precisou dos cuidados da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e passou por intubação. Mas, graças à assistência humanizada, Rosiclea Muniz pode comemorar com sua família a volta para casa.

Ansiosa para reencontrar a família, Rosiclea relembrou os dias de angústia e sofrimento que passou. “Foram dias muito difíceis, uma eternidade passar quase dois meses internada. Minha recuperação foi um renovo que Deus fez na minha vida”, salientou.

Grata pela assistência recebida no Hospital Metropolitano de Alagoas, Rosiclea elogiou o trabalho desempenhado pelos profissionais que cuidaram dela. “Só tenho a agradecer aos profissionais da saúde, mas, também, as meninas [da limpeza] que fazem esse prédio brilhar, os maqueiros, enfermeiras, atendentes. Todos me trataram muito bem e, graças a eles, estou recuperada”, destacou.

Ao deixar o Hospital Metropolitano de Alagoas, após a alta médica, a paciente fez um alerta às pessoas que ainda teimam em não seguir as medidas de prevenção contra o novo coronavírus. “Àqueles que não acreditam, não pensem dessa forma. Se cuidem, porque [a Covid-19] não é brincadeira. Não é todo mundo que, depois de 51 dias dentro de um hospital, tem o privilégio de sair como estou saindo agora. Então, a gente tem que se cuidar”, recomendou.

Fonte: Ascom/Sesau

Veja Mais

Deixe um comentário