Dia do Índio é marcado por protesto e bloqueio de rodovia em Alagoas

JG Notícias

Índios protestam contra acidentes na BR-101

O Dia do Índio, festejado nesta segunda-feira, 19, foi comemorado com protesto pelos indígenas que vivem na Aldeia Wassu Cocal, em Joaquim Gomes, zona da mata alagoana. Nesta manhã, eles bloquearam um trecho da BR-101, que corta a aldeia, para chamar a atenção para os constantes acidentes ocorridos no trecho sem duplicação.

De acordo com informações das lideranças indígenas, a intenção do protesto é cobrar providência para o trecho da  BR-101, que passa pela Aldeia Wassu Cocal, uma vez que sem sinalização, há vários acidentes no local. Na última quinta-feira, 15, uma pessoa morreu no local vítima de acidente.

Eles informaram à imprensa que há alguns meses, o cacique Edmilson e outras lideranças solicitaram ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) o reforço na sinalização no local. O órgão prometeu que o problema seria resolvido em 30 dias, o prazo já passou e até o momento nenhuma providência foi tomada. Segundo o cacique Edmilson, a falta de resposta do Dnit motivou o protesto desta segunda-feira.

Além da falta de sinalização na BR-101, eles cobraram ainda melhorias estruturais nas quatro escolas da aldeia e contratação de funcionários das as unidades de ensino. A professora e diretora de uma das escolas, Eleuza Juvita, informou que as escolas necessitam de melhorias para que tenham um ensino de qualidade. “Nossas escolas estão feias. Estão precisando de uma atenção por parte do Governo do Estado. Pedimos a Secretaria de Educação ampliação das nossas escolas”, frisou.

Com o protesto, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada e tenta negociar a liberação da via. A rodovia foi liberada após negociações por volta das 16h10. 

Veja Mais

Deixe um comentário