Com obras avançadas, Hospital do Alto Sertão traz esperança para ampliar assistência à população

Alto Sertão vai contar com 20 leitos de UTI e 45 Clínicos. Foto: Agência Alagoas

A população sertaneja vive dias de expectativa para a inauguração do Hospital Regional do Alto Sertão (HRAS), em Delmiro Gouveia, que atualmente está em fase final de obras. E no Dia do Sertanejo, comemorado nesta segunda-feira (3), os investimentos em saúde pública, assegurados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), para a região sertaneja são considerados imprescindíveis, sobretudo no contínuo enfrentamento à pandemia da Covid-19.

O Hospital do Alto Sertão terá, nesta primeira etapa, 20 leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 45 leitos clínicos exclusivos para o tratamento e a recuperação de pacientes diagnosticados com o novo coronavírus. A unidade de saúde também vai contar com um Centro de Referência em Diagnóstico realizando exames de imagem por Raios-x e tomografia computadorizada.

Com mais de 90% das obras executadas e R$ 35 milhões investidos em recursos do Tesouro Estadual, a unidade hospitalar vai assistir moradores de Delmiro Gouveia, Água Branca, Inhapi, Mata Grande, Olho d’Água do Casado, Pariconha e Piranhas, totalizando 160.254 alagoanos que serão beneficiados diretamente.

Delmirense, sertanejo e aos 36 anos, Israel Batista está esperançoso para que as obras finalizem e o hospital inicie os atendimentos, ampliando, assim, a assistência à saúde da população. “Um hospital desse porte é muito importante não só para a população de Delmiro Gouveia como para toda a região. Aqui na cidade a gente só tem um atendimento básico para o povo e, quando temos uma doença mais grave, precisamos nos deslocar para Santana do Ipanema, Arapiraca e até mesmo para Maceió. Por isso, a nossa esperança em ter este equipamento tão importante aqui para a nossa cidade e nossa região”, destacou o morador de Delmiro Gouveia.

Alegria e orgulho são os sentimentos que enchem o peito de Marcondes Cecílio Ferreira, 40 anos, um dos 176 trabalhadores que estão atuando na construção da unidade hospitalar. Marcondes está trabalhando como pintor na obra e é natural de Caruaru, em Pernambuco, distante cerca de 300 km de Delmiro Gouveia. Ele soube por um amigo da oportunidade de emprego e migrou para Alagoas.

“É um sentimento de gratidão por essa cidade que tem me acolhido tão bem e me sinto muito feliz em poder ajudar o povo de Delmiro Gouveia na construção desse hospital. Estamos passando por um momento difícil de pandemia, e mais um hospital vai contribuir muito para o atendimento da população”, exaltou o trabalhador.

Fonte: Sesau/AL

Veja Mais

Deixe um comentário