Maceió volta ao Cauc por falta de repasse mínimo à Educação e de transparência

Maceió voltou a ser inserida no Cauc (serviço que disponibiliza informações sobre o cumprimento de requisitos fiscais necessários à celebração de instrumentos para transferência de recursos do governo federal pelos entes federativos).

De acordo com o extrato emitido nesta quinta (10) e obtido pelo jornal Diário do Poder, a capital alagoana foi inserida no Cauc pela falta de transparência (ausência da publicação do Relatório de Gestão Fiscal e encaminhamento do Relatório de Gestão Fiscal ao Siconfi) e de repasse mínimo para a Educação.

Maceió fora retirado do cadastro negativo em janeiro deste ano, fato que foi amplamente comemorado pelo prefeito João Henrique Caldas (PSB) em suas redes sociais, que anunciou que “estava arrumando a casa”.

Cinco meses depois, a cidade voltou ao cadastro. A reportagem do Alagoas 24 horas entrou em contato com a Secretaria de Comunicação de Maceió e pediu informações sobre as medidas que estão sendo adotadas e aguarda posicionamento.

Veja Mais

Deixe um comentário