Por eleições, Onyx deve fazer breve passagem pelo Ministério do Trabalho

Segundo fontes do Ministério da Economia, o futuro ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, não deverá ficar muito tempo à frente da pasta, que ainda precisa ser criada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A previsão é que Onyx Lorenzoni deixe o cargo no início de 2022 para se dedicar à campanha eleitoral ao governo do Rio Grande do Sul. O prazo de desincompatibilização do cargo, para ministros de estado, é seis meses antes das eleições. No entanto, segundo as fontes, a previsão de afastamento de Onyx é até fevereiro de 2022, logo, antes do prazo exigido.

Ainda de acordo com interlocutores do Ministério da Economia, quem deverá assumir a vaga de Onyx é o atual secretário-especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Bianco. Até lá, Bianco será o braço direito de Onyx Lorenzoni e atuará como secretário-executivo do novo Ministério do Trabalho, o número dois da pasta.

A reportagem da CNN entrou em contato e aguarda retorno das assessorias do ministro Onyx Lorenzoni, que ainda é o titular da Secretaria-Geral da Presidência, e de Paulo Bianco, que ocupa o cargo de secretário especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Fonte: CNN Brasil

Veja Mais

Deixe um comentário