Flamengo bate R$ 270 milhões em vendas de jogadores, supera metas e projeta ‘faturamento recorde’ até o fim do ano

Vivo na briga pelos títulos da Conmebol Libertadores, do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, o Flamengo atravessa uma fase robusta também fora dos gramados. O sucesso dentro de campo ajuda a explicar o bom momento financeiro do clube, e vice-versa.

A expectativa é de que a cúpula do Conselho de Administração do Rubro-Negro se debruce nos próximos dias sobre a nova previsão orçamentaria para 2021.

E isso acontecerá diante da melhora significativa no desempenho dos cofres. Esta revisão terá como pilar o aumento do faturamento bruto para o ano, que passa de R$ 953 milhões para R$ 984 milhões.

O montante ainda pode ser maior, uma vez que o levantamento contempla os R$ 87 milhões previstos em premiação pelo Brasileirão, sem considerar ainda possíveis rendas de Copa do Brasil e Libertadores.

Os R$ 25 milhões previstos pelo departamento de marketing para patrocínios, publicidade e royalties foram amplamente superados, chegando a nada menos do que R$ 215 milhões pela nova previsão.

As receitas geradas com a venda de jogadores também está acima do planejado. A meta era atingir R$ 168 milhões com a comercialização de direitos econômicos. A revisão do orçamento aponta agora um montante na casa dos R$ 270 milhões.

A meta do departamento financeiro do Flamengo é atingir um superávit na casa dos R$ 130 milhões. Segundo Fernando Góes, diretor financeiro, a expectativa é de que os bons números se confirmem até o fim de 2021.

“A gente espera chegar no fim do ano com um faturamento recorde. E também com um resultado positivo. O resultado que a gente espera é que seja superior a R$ 130 milhões de superávit”, disse Góes à FlaTV.

Ainda que prevendo arrecadar algo em torno de R$ 15 milhões com bilheterias até o fim deste ano, o Flamengo sabe que não chegará à meta prevista de R$ 100 milhões. Isso passa pelo período em que os jogos no Brasil foram realizados sem torcedores por conta do agravamento da pandemia causada pela COVID-19 no país.

Fonte: ESPN

Veja Mais

Deixe um comentário