Cineasta alagoano morre após complicações por Covid-19

Cortesia

Natural de Junqueiro, interior de Alagoas, o cineasta Pedro da Rocha morreu aos 64 anos neste sábado (25), por complicações ocasionadas pela Covid-19. Pedro já foi presidente da Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-metragistas de Alagoas (ABD&C-AL) e um dos fundadores da Mostra Sururu de Cinema Alagoano.

Entre os mais de 20 títulos que produziu durante a vida, ganham destaque “A Risonha Morte de Tião das Vacas”, de 2005, “Desalmada e Atrevida”, de 2007, “O Santo Guerreiro do Povo”, 2007, “Sol Encarnado”, 2012, e “Memórias de uma Saga Caeté”, do mesmo ano.

Atualmente ele estava concluindo um filme sobre o impeachment do ex-governador do estado, Muniz Falcão (1915-1966).

Pedro será sepultado em Maceió, às 16h deste sábado, no cemitério Parque da Flores.

Veja Mais

Deixe um comentário