Militar do Exército é morto a tiros enquanto trabalhava como motorista de aplicativos

Flávio Amaral entrou em comunidade por engano e foi baleado na cabeça. Passageiro também ficou ferido.

Um militar do Exército foi morto a tiros enquanto trabalhava como motorista de aplicativos na Baixada Fluminense. Flávio Amaral levava duas pessoas para o bairro Dom Bosco, em Nova Iguaçu, na noite de domingo (10), quando entrou por engano em uma comunidade.

Segundo testemunhas, traficantes do local teriam se assustado com o carro do militar e efetuaram diversos disparos contra o automóvel. Os tiros atingiram a cabeça de Flávio e a perna de uma passageira. O terceiro ocupante do veículo não ficou ferido.

A Polícia militar chegou a ser chamada, mas quando chegou ao local, as vítimas já haviam sido levadas para o Hospital Geral de Nova Iguaçu.

O militar já chegou sem vida à unidade de saúde. Já Sebastião filho, que foi atingido na coxa e no pé, teve fratura exposta no dedo, passou por cirurgia e segue internado. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense está investigando o caso.

Fonte: G1

Veja Mais

Deixe um comentário