Apresentações culturais marcam passagem da 17ª Mostra Alagoana de Dança por Piranhas   

Piranhas foi palco, na noite desta sexta-feira (22), da 17ª edição da Mostra Alagoana de Dança, um dos maiores eventos culturais do Estado. O encontro, que aconteceu na praça Altemar Dutra, reuniu grupos artísticos e culturais de diversos municípios alagoanos.

O evento foi promovido pelo Governo de Alagoas, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), com produção da Sururu de Capote e apoio das prefeituras de Piranhas, Arapiraca e Piaçabuçu.

“A Mostra vem percorrendo os municípios alagoanos e transformando as praças em um grande palco para a dança alagoana. Estamos felizes em proporcionamos aos grupos de dança esse retorno aos palcos e de levar alegria e cultura para as famílias alagoanas”, afirmou a Superintendente de Formação e Difusão da Secult, Tereza Machado.

Passaram pelo palco da Mostra grupos de Quadrinha Junina, Xaxado, Dança do Ventre, Coral Livre e danças culturais da comunidade indígena Jeripancó.

Para a secretária da Secult, Melina Freitas, o evento marca a retomada das atividades culturais no Estado e um recomeço para que os movimentos de dança, arte e cultura possam desenvolver suas atividades de forma presencial.

Oficinas de dança 

Nos dias 20 e 21 de outubro, foram promovidas oficinas de Dança para os grupos culturais do município. As aulas de Dança Contemporânea Popular e de Quadrilha Junina foram ministradas pelo artista Marcos Topete e pelo coreógrafo da Luar do Sertão, Anderson Coutinho.

Para o coreógrafo Anderson Coutinho, foi uma grande oportunidade que os artistas locais tiveram de aprender e aperfeiçoar as habilidades com a dança.

Já o artista e bailarino Marcos Topete pontuou a importância de incentivar a cultura local e potencializar o que o município já tem. “Apresentamos aos jovens piranhenses novas possibilidades e caminhos para que eles pensem fora da caixinha e consigam dar voos mais altos”, afirmou.

Fonte: Assessoria

Veja Mais

Deixe um comentário