A Fé e a dor

Num artigo assinado por Ian Sample, datado de 1/10/2008, publicado no periódico inglês The Guardian, tomamos conhecimento de uma pesquisa científica que confirma a eficácia da religiosidade no combate à dor. De acordo com a matéria, uma equipe de cientistas da Universidade de Oxford, no Reino Unido, chegou a essa conclusão ao realizar exames de imagens cerebrais em uma série de indivíduos que foram submetidos a choques elétricos, após observar estampas religiosas. Afirma ainda o texto que “o trabalho contou com dois grupos: um de católicos praticantes e outro de ateus e agnósticos. O experimento consistiu em mostrar a eles a figura da Virgem Maria, do artista italiano Sassoferrato, e a pintura ‘A Dama com Arminho’, de Leonardo da Vinci. Após admirar uma das imagens durante meio minuto, os participantes recebiam descargas elétricas durante 12 segundos e deviam qualificar o nível de dor que sentiam. Os católicos e os agnósticos registraram níveis similares de dor após ver a pintura de Leonardo, mas os primeiros experimentaram 12% menos depois que observaram a imagem da Virgem Maria. Quando foram comparados os escaneamentos cerebrais de ambos os grupos, ficou comprovado que, quando os crentes viam a Virgem, ativava-se em seus cérebros uma área denominada córtex pré-frontal ventrolateral direito”.

Relativamente ao texto em lide, a jornalista Maria Jesús Ribas, da Agência Efe, traz a palavra da doutora Katja Wiech, uma das autoras do trabalho: “Esta área se encarrega de dar um significado neutro ou positivo a uma experiência nociva, o que nos ajuda a enfrentá-la melhor, e auxilia as pessoas a interpretar a dor e a torná-la menos ameaçadora”.

Segundo a referida Agência, o estudo também atestou que esse “efeito analgésico” não está atribuído a uma religião em particular, sendo possível alcançá-lo por intermédio de meditação e outras estratégias psicológicas.

*Jornalista, radialista e escritor

Veja Mais

O mundo nasceu com a música

Há muitos conceitos sobre a música. Refletindo a respeito dos períodos em que se vem decisivamente manifestando pelas eras, podemos...

Globalização e pluralismo

Em reconhecimento à Declaração de Paris, assinada em 12 de novembro de 1995, as Nações Unidas instituíram o 16/11 como...

Dia dos Vivos

Dois de novembro é conhecido como dia dos mortos. Entretanto, na Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, o proclamamos...

Deixe um comentário