Criança de 8 meses que morreu ao dar entrada em UPA teve causa clínica, diz PC

 

Priscylla Régia/Alagoas24HorasDelegado de Polícia Civil - Francisco Medson

Delegado de Polícia Civil – Francisco Medson

O delegado Francisco Medson, que estava de plantão na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da Polícia Civil de Alagoas disse que a provável causa da morte da bebê de oito meses, que deu entrada sem vida nesta quarta (17) na UPA do Jacintinho, é clínica.

A polícia foi acionada pela equipe plantonista da UPA do Jacintinho, segundo o delegado, como um procedimento de praxe quando a situação envolve criança. A menina apresentaria hematomas e sangramento no ânus. Porém, todos estes ‘sintomas’ seriam consequência do quadro clínico da menor, que sofria de cardiopatia e armas desde o nascimento, além dos esforços de salvá-la.

Medson disse, ainda, que além de lidar com a perda da criança, a família da menor ainda ficou sob ameaça de algumas pessoas que acreditaram na versão de violência física e sexual, o que não se confirmou.

A Polícia Civil de Alagoas aguarda, apenas, a notificação oficial da Perícia Oficial com o laudo da necropsia para encerrar o caso. RELEMBRE AQUI.

Confira nota do IML:

A chefia especial do Instituto de Medicinal Legal Estácio de Lima (IML de Maceió), em relação a criança do sexo feminino de 08 meses, oriunda da UPA do Jacintinho, esclarece que após o exame de necropsia, ficou confirmado o óbito por morte clínica. No exame também ficou constatado que o corpo não apresentava sinais de violência física ou sexual.

Veja Mais

Deixe um comentário