Flamengo: Empresário de Paulo Sousa se revolta com Jesus e fala em ‘falta de ética’

Marcelo Cortes/Flamengo

Emprésario do técnico do Flamengo Paulo Sousa, Hugo Cajuda, disparou críticas a Jorge Jesus, após o Mister ter sido o pivô da grande polêmica do futebol brasileiro nesta quinta-feira (5), devido às declarações divulgadas pelo blog do jornalista Renato Maurício Prado, no portal UOL.

Leia também: Flamengo: Jorge Jesus explica declarações, se incomoda com vazamento e mostra receio por negociação, diz blog

Nas falas, o Mister diz que gostaria de voltar ao Flamengo e dá até prazo para a equipe decidir se quer seu retorno.

“A (falta de) vergonha sai à rua. Sem surpresa assistimos a mais um momento deplorável, de alguém que só estando perturbado e desesperado pode revelar tamanha falta de ética, falta de respeito e falta de profissionalismo”, disse Cajuda, em comunicado através de sua assessoria de imprensa. A nota completa redigida pelo empresário está no final do texto.

De acordo com o jornalista Sidney Garambone, em seu blog no site GE, Jesus não negou o conteúdo das declarações, que foram feitas enquanto ele assistia ao jogo entre Fla e Talleres, na última quarta-feira (5), pela Conmebol Libertadores, na casa do ex-presidente rubro-negro Kleber Leite.

A amigos próximos, porém, o luso reclamou que “o vazamento desta conversa informal entre umas 10 pessoas pode até atrapalhar uma eventual negociação com o Fenerbahçe”, clube turco que tem interesse em contar com o ex-Benfica para a próxima temporada.

Ainda segundo afirmou o Mister a pessoas de seu convívio, as falas não foram feitas em uma “entrevista formal”, mas saíram de um contexto de “papo entre torcedores rubro-negros” e foram publicadas pelo UOL na manhã desta quinta.

Justamente por isso, Jesus também disse a seus amigos que “não quer dar mais entrevistas” até sua viagem de volta para Portugal, neste sábado (7), já que não quer colocar (ainda) mais lenha na fogueira.

O treinador ainda ressaltou que foi acompanhar jogo do Botafogo recentemente por ser amigo do comandante da equipe alvinegra, Luís Castro, e assegurou que jamais iria ver uma partida do Fla nas tribunas por considerar isto “ético” com o atual técnico rubro-negro, Paulo Sousa.

“Neste jantar, me perguntaram se eu voltaria para o Flamengo. Eu apenas falei que preciso resolver minha vida até o dia 20. Isto vazou. E eu não posso ficar justificando. Mas foi isso que eu falei”, explicou.

No comando do Flamengo, Jorge Jesus ganhou cinco título entre 2019 e 2020: Libertadores 2019, Brasileirão 2019, Cariocão 2020, Supercopa do Brasil 2020 e Recopa Sul-Americana 2020.

Veja abaixo a nota completa de Hugo Cajuda:

A (falta de) vergonha sai à rua

Sem surpresa assistimos a mais um momento deplorável, de alguém que só estando perturbado e desesperado pode revelar tamanha falta de ética, falta de respeito e falta de profissionalismo. Apesar do seu largo histórico, a referida pessoa consegue subir muitos patamares em mais um episódio vergonhoso.

Esta é a continuidade do “eu” sempre a sobrepor-se ao “nós”, do uso da pandemia, um tema tão grave, para justificar desastres, como o que aconteceu no Benfica, ou como justificativa para abandonar o Flamengo poucos dias após renovar e num momento delicado para o clube. As explicações e as desculpas deveriam ser dadas aos benfiquistas por terem visto ser gastos 150 milhões de euros para conquistarem zero títulos.

A referida pessoa revela total ausência de sentimentos para com a instituição Flamengo, ao contrário do que apregoa, porque a tentativa de desestabilizar um clube “amigo” desta forma é inaceitável.

É um ataque nunca antes visto a colegas de profissão e compatriotas, mas mais do que isso, é um ataque à classe dos treinadores profissionais de futebol, um ataque à ética e à dignidade.

Agradecemos os muitos contactos de treinadores e outros profissionais do mundo do futebol, em especial dos que trabalham no Brasil e que nos têm procurado para manifestar o seu total repúdio para com esta situação com a qual não concordam.

Deveria ser uma obrigação pessoas com esta notoriedade terem comportamentos exemplares, passando mensagens positivas ao mundo, em vez daquilo a que estamos a assistir.

Hugo Cajuda

Fonte: ESPN

Veja Mais

Deixe um comentário