Três policiais confirmam disparos após morte de homem na região da Cracolândia

Três policiais civis do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) confirmaram neste sábado, 14, que efetuaram disparos durante a ação de dispersão na região da Cracolândia na noite de quinta-feira, 12, na região central da capital paulista.

Um homem de 32 anos foi baleado no tórax e morreu. Os agentes se apresentaram voluntariamente após a divulgação de imagens do tumulto e afirmam que atiraram apenas em direção ao chão. A polícia investiga se outras pessoas efetuaram disparos ou se o tiro que matou Raimundo Nonato Rodrigues Fonseca Júnior partiu de algum dos agentes.

Na quarta-feira, a Polícia Civil e a Prefeitura de São Paulo realizaram uma operação na Praça Princesa Isabel, antigo endereço da Cracolândia, para dispersar usuários de droga e prender traficantes. Após a ação, os dependentes químicos se espalharam pela região central da cidade. Raimundo foi encontrado caído na Avenida Rio Branco, altura do número 724, após mais uma ação de dispersão. Ele foi levado para a Santa Casa de São Paulo, mas não resistiu aos ferimentos.

O caso é acompanhado pela Corregedoria da Polícia e pelo Departamento Estadual de Proteção à Pessoa (DHPP).

Fonte: Jovem Pan News

Veja Mais

Deixe um comentário