Motorista de app envia áudio para amigas ao ser esfaqueada em corrida

Mulher se recupera em hospital.

Motorista de APP está internada na Santa Casa de Campo Grande — Foto: Reprodução/TV Morena

A motorista por aplicativo Audineth Aguiar, de 44 anos, que foi esfaqueada durante uma corrida, na sexta-feira (20) à noite, em Campo Grande, se recupera bem no hospital. Segundo boletim médico divulgado neste domingo (22), pela Santa Casa, ela está “acordada, comunicativa, respirando sem auxílio e usando medicamentos”.

O boletim do hospital ressalta ainda que ela passou por procedimento cirúrgico na unidade de ortopedia da instituição.

Quando se deu conta de que estava sendo agredida, a vítima acionou um aplicativo que grava o som interno do carro e registrou os momentos de desespero. O agressor fugiu após o crime. Escute o áudio acima.

Em conversa com o g1, uma amiga da vítima, Arley Brito, disse que ela acionou o socorro por meio de um sistema de gravação utilizado por motoristas de aplicativo. Após ser agredida, a mulher apela por ajuda:

“Eu tô cortada, eu tô morrendo. Me furou toda de faca. Olha aí, olha onde eu tô. Moço, me socorre, eu fui assaltada, ele me furou toda de faca. Sou Uber e tô toda furada, me ajuda a chegar até o posto”, diz a motorista na gravação.
Conforme a amiga da vítima, a motorista pegou uma corrida no bairro Santa Emília, entre 20h e 20h30. Em um determinado momento, o passageiro pediu para que a mulher entrasse em uma rua que não estava no trajeto solicitado e começou a agredi-la.

“Neste momento a vítima começou a gritar por socorro e instintivamente apertar a buzina ainda com o veículo em movimento, momento que o autor pulou pela porta traseira e se evadiu do local, sendo que a vítima conseguiu guiar o veículo por mais alguns metros e chegar no endereço para pedir socorro”, detalha o boletim de ocorrência.

Após ser esfaqueada, Audineth acionou as amigas que também são motoristas de aplicativo e pediu por socorro, compartilhando o áudio registrado pelo aplicativo que grava o som interno do carro. “Assim que recebemos o áudio fomos direto para a localização em que ela estava. Fomos vários motoristas de aplicativo para o local. Acionamos a polícia e ela foi levada para um posto”.

Audineth deu entrada na Santa Casa às 0h deste sábado.

Durante a tarde, vários motoristas de aplicativo foram até o Hemosul de Campo Grande realizar doações de sangue para Audineth.

Fonte: G1

Veja Mais

Deixe um comentário