Policial sofre racismo ao abordar condutor de veículo de luxo: ‘É por negão igual a você que o Brasil não vai para frente’

O suspeito ainda ameaçou de morte o policial da Rádio Patrulha da Polícia Militar.

Um policial de 33 anos, que atua na Rádio Patrulha da Polícia Militar de Três Lagoas (MS), foi vítima de injúria racial, na noite de domingo (22). As ofensas ocorreram durante abordagem policial a um condutor de uma caminhonete de luxo.

“É por negão igual a você que o Brasil não vai para frente. Você não estudou nada, seu policinha, fez somente o ensino médio”, disse o homem, 38 anos.

Além disso, o condutor também ameaçou o policial de morte. De acordo com a Polícia Civil, a ameaça e injúria ocorreram após a equipe policial abordar o condutor, que realizava manobras de arrastamento de pneus com uma caminhonete de luxo.

Durante a abordagem, o motorista recusou-se a realizar o teste do bafômetro. Segundo a polícia, o homem estava visivelmente alterado e proferiu ofensas a um dos policiais da Rádio Patrulha quando foi informado que seria conduzido à delegacia.

“Ganho muito mais do que você, meu pai tem dinheiro. Pode colocar o que quiser aí, que eu pago […] Eu vou te pegar na minha quebrada, negão, e vou te matar, vou cortar seu pescoço”, disse o motorista, conforme o registro policial.

Segundo a ocorrência, o homem foi levado para a delegacia com o auxílio de algemas, pois estava muito exaltado e “para segurança da equipe, de terceiros e do próprio abordado”.

O caso foi registrado como Ameaça, Desacato e Injúria, se consiste na utilização de elementos referentes à raça, cor, etnia, religião, origem ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência.

 

Fonte: Metrópoles

Veja Mais

Deixe um comentário